Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Inquérito do ‘Caso Belota’ é encaminhado à Justiça

    O titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) encaminhou nesta quinta-feira (31) à Justiça o inquérito que investigou os assassinatos da coordenadora-geral de Comércio Exterior da Suframa, Maria Gracilene Roberto Belota, 52, da filha, Gabriela Belota, 25, e do irmão, Roberval Roberto Brito, 63.

    Os três foram assassinados a mando do publicitário Jimmy Robert Queiroz Brito, 33, no dia 23 de janeiro.

    Os autores dos crimes foram apontados como Rodrigo de Moraes Alves (namorado de Jimmy) e Ruan Pablo Bruno Cláudio Magalhães.

    No inquérito relatado pelo delegado Fernando Bezerra, o delegado Divanilson Cavalcanti disse que Jimmy, o namorado Rodrigo e Ruan Pablo Bruno, foram indiciados pelos crimes de homicídios triplamente qualificado, porte ilegal de armas e maus-tratos de animais, por conta do enforcamento do yorkshire de Gabriela Belota.

    Divanilson disse que ele e o colega Fernando Bezerra procuraram encaminhar um inquérito sem falhas e que poderá ajudar a promotoria e o juiz a instruir um processo, também, sem falhas.

    O delegado fez questão de ressaltar que, apesar de ter remetido do inquérito, ele ainda aguarda os laudos técnicos do Instituto Médico Legal (IML) e do Instituto de Criminalística (IC).

    Os laudos irão conter provas técnicas e periciais das necropsias, dos vestígios de material genéticos coletados nas duas cenas do crime e nos veículos usados pelos assassinos.