Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Botijas de gás roubadas são encontradas em casa no São Jorge

    Mais de 300 botijas estavam dentro da casa - foto: Erlon Rodrigues
     
    Parte da carga roubada de um caminhão de gás na ultima segunda-feira (4) foi encontrada na manhã desta quarta-feira (6). As 343 botijas de gás estavam em uma casa localizada no beco da Saudade, rua Brasil, bairro São Jorge, Zona Oeste.
    Policiais civis do 5º Distrito Integrado de Polícia (DIP) investigam o roubo e o desaparecimento do motorista do caminhão que estava com a mercadoria avaliada em R$ 39 mil.
    De acordo com o delegado Rodrigo de Sá, do 5º DIP, a polícia chegou até a casa, onde estavam escondidas as botijas de gás, depois que o dono da residência foi até a delegacia informar que havia alugado o local para um homem desconhecido guardar as botijas, mas o homem não teria voltado para pegar e o forte cheiro de gás estava incomodando os vizinhos.
    "Apesar de ele ter vindo aqui na delegacia, nós suspeitamos de sua atitude, pois ele não tinha o nome da pessoa para quem alugou o quarto, nem o numero do telefone, nem se quer um documento que comprovasse o aluguel. A pessoa guarda mais de 300 botijas em casa e não sabe a procedência, vamos investigar", relatou o delegado.
    O dono da casa foi identificado como Alexandre Pereira, 38, que foi detido e se confirmada sua participação no roubo ou apenas como receptador, pode continuar preso. A mãe de Alexandre, a dona de casa Zelita Pereira, 63, informou que o homem que alugou o quarto procurou seu filho na segunda-feira e informou que pagaria uma diária de R$ 30 para guardar as botijas de gás por três dias no local, porém, não deixou nenhuma identificação e não voltou para pegar a carga.
    Segundo um representante da empresa PRB Palmeiras, empresa responsável pelo veículo com a carga de gás, o motorista do caminhão, identificado como Miguel Silva de Abreu, saiu do município de Manacapuru na tarde de segunda-feira com o objetivo de abastecer as 600 botijas de gás de 13 quilos que estavam no veículo, de placas JWM-5324.
    O abastecimento seria feito no bairro Distrito Industrial, Zona Sul, em uma sede da AmazonGás, porém, a últimas vez que o caminhão foi visto pelas câmeras do Ciops foi no cruzamento da rua Belém com a avenida Castelo Branco, no bairro Cachoeirinha, Zona Sul.
    O caminhão foi encontrado na tarde de terça-feira (5) abandonado em uma rua do bairro São Jorge, sem as 600 botijas. O motorista do caminhão continua desaparecido. A polícia ainda investiga se ele tem alguma participação com o roubo ou se foi vítima de uma quadrilha responsável pelo roubo da carga. Até o fechamento desta edição ninguém havia sido preso.