Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Proprietários de casas irregulares têm até esta sexta para assinar Taca

    As casas foram liberadas precariamente na última sexta – foto: Joel Rosa
     
    Para evitar nova interdição por falta de documentação, proprietários das 27 casas noturnas liberadas para funcionamento pelo prefeito Arthur Neto, na última sexta-feira (1º), têm até está sexta-feira (8) para comparecer à Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) e assinar os Termos de Ajustamento de Conduta Ambiental (Taca), que permitirão aos estabelecimentos continuarem funcionando.
     
    A Semmas já elaborou a minuta dos termos e só aguarda agora que os proprietários ou representantes legais das 27 casas se apresentem à sua sede, na rua Constelação Cruzeiro do Sul, 30, conjunto Morada do Sol, Aleixo, das 8h às 17h, para conhecimento do teor do termo.
     
    De acordo com a diretora jurídica da Semmas, Ana Paula Santos, as casas só tiveram autorização para funcionar mediante o compromisso de se regularizarem junto aos órgãos municipais.
     
    A secretaria informou, ainda, que somente poderão celebrar  o Taca os estabelecimentos que possuem processos de licenciamento formalizado. Quem não tiver, deverá providenciar a formalização para posterior celebração do documento. Quem não o fizer, corre risco de perder o alvará de funcionamento.
     
    Durante o último fim de semana, a fiscalização visitou outros 22 estabelecimentos. As equipes também visitaram 13 das 39 casas ainda interditadas e constataram que elas permanecem fechadas.
     
    As 27 casas liberadas a funcionar precariamente são Charriot, Planeta Talismã, Bar da Loura, Rancho Sertanejo, Luar do Sertão, Chapéu Goiano Chopp Bar, Terra Brasil, Boleros Bier, Cabaré Night Clube, Taberna, Kabanas Hal, Alambique, Zero Grau, Hells Angels, Gargalo Sport Beer, Tropical Arena Vip, Tome Chopp, Casa Bar, Lappa, Japa Food, Eleven, A2 e Naldo Restaurante e Lava-Jato.