Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Prourbis vai beneficiar 15 mil pessoas

    Para Hissa, está hora de Manaus ter um plano especial de transporte público – foto: Ione Moreno
     
    A prefeitura de Manaus retomou nesta segunda-feira (18) as obras do Programa de Desenvolvimento Urbanoe Inclusão Socioambiental (Prourbis) - paradas há seis meses - que tem como meta transformar uma das áreas mais carentes da capital do Amazonas em um bairro modelo para o Brasil.
    O programa, que terá parceria com a Secretaria de Infraestrutura e Habitação (Seminf), vai contar com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
    O Prourbis está orçado em R$100 milhões e irá beneficiar, inicialmente, cerca de 15 mil pessoas que moram em uma área de 55 hectares na Zona Leste, que corresponde a uma parte do bairro Jorge Teixeira, nas comunidades de Jorge Teixeira 3, João Paulo, Arthur Virgílio e bairro Novo.
    BenefíciosNesta primeira etapa, serão construídas 204 unidades habitacionais para reassentar as famílias que moram em áreas de risco e em áreas de prevenção permanente.
    Serão executadas ainda obras de drenagem, esgoto, pavimentação de vias, meio fio, sarjeta, calçadas, arborização, iluminação pública, estação de tratamento de esgoto sanitário, construção e praças, parques, Centro de Referência de Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializada em Assistência Social (Creas) e creche.
    Na área ambiental, serão feitos serviços como a reorganização de projetos sólidos e a recuperação dos igarapés que cortam a área, além de um programa de Educação Ambiental e Social.
    Outras obras Seguindo o vice-prefeito Hissa Abrahão, a expectativa é que o BID consiga fechar um modelo diferente de gestão pública no que se refere ao Plano Diretor de Transporte Público. “Está na hora de Manaus ter um plano especial de transporte público para se pensar em BRT, monotrilho, ciclovia e reabertura de estrada e novas vias”.
     
    “Na realidade, esse projeto já tem o apoio do BID, o que estamos pedindo ao banco é um novo financiamento para ajeitar todo o sistema de transporte público. Isso já é um ato da nova administração. Esse processo já está em andamento e, a partir de junho, esperamos concretizar o início da conquista desse financiamento”, afirmou.