Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Praça do Congresso sofre primeira baixa após reforma

    Local do dano está agora protegido por cercas até recuperação – foto: Ione Moreno
     
    Inaugurada há pouco mais de um mês, a praça do Congresso, no Centro, já sofreu sua primeira baixa pós-reforma. O vidro temperado que protegia uma antiga tubulação de gás do local foi destruído durante a última semana.
     
    Segundo um dos guardas do logradouro, uma pedra teria sido atirada contra a estrutura, quebrando-a. O encanamento foi encontrado durante o trabalho de restauração e data dos anos 1800, quando a cidade era iluminada a gás.
     
    Segundo a diretora de Patrimônio Histórico e Cultural da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), Regina Lobato, o achado ficaria exposto com vidro temperado cobrindo as bocas dos equipamentos, para que a população veja como era feita a iluminação à época, porém agora não há mais a proteção do patrimônio. A luz elétrica só chegou à cidade em 1896, oficialmente, na rede pública.
     
    “É triste ver que as pessoas já estão destruindo algo que levou tanto tempo para ficar pronto. Isso é nosso e temos que zelar. Depois tenho certeza de que as mesmas pessoas que destroem vão ficar cobrando reformas”, disse a dona de casa Maria Lemos, que visitava a praça ontem à tarde.
     
    De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), a quebra do vidro não foi feita por vândalos. O que teria acontecido foi um acidente com um carro há 15 dias, ocasionando a quebra da estrutura.
     
    Ainda de acordo com a assessoria, a praça é vigiada 24 horas, diariamente, por cinco vigilantes, para que a ação de vândalos seja impedida. O vidro deve ser trocado até a segunda quinzena do mês de janeiro.
     
    A placa comemorativa do local, com um mapa antigo da cidade de Manaus, também já apresenta avarias. Vários arranhões já podem ser vistos no monumento, que fica exposto atrás do busto do ex-governador Eduardo Ribeiro (1890-91 e 1892-96).
     
    A revitalização da praça do Congresso, inaugurada em 2 de dezembro, levou mais de oito meses de trabalho, segundo o secretário estadual de Cultura, Robério Braga. O investimento para a obra foi de R$ 2,5 milhões, e faz parte do projeto ‘Cartão-Postal’, que prevê a revitalização do centro histórico de Manaus e das cidades do interior para receber a população e turistas.
     
    O trabalho concluído nesta etapa resgata o antigo traçado original, com toques de modernidade, como na iluminação de monumento, busto e mastro.