Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Remédios são achados no lixão em Manaquiri

    A irregularidade foi constatada nesta segunda-feira (07) durante uma operação de limpeza – foto: divulgação

    Duas toneladas de medicamentos dentro do prazo de validade foram encontradas em um buraco dentro do lixão de Manaquiri, no interior do Estado.

    A prefeitura responsabilizou a gestão do ex-prefeito Jair Souto pelo problema. A irregularidade foi constatada nesta segunda-feira (07) durante uma operação de limpeza realizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente do município.

    De acordo com a secretaria de Comunicação do Município, o secretário municipal de Meio Ambiente, Wanderbergue Marques esteve no local com uma equipe para realizar um trabalho de limpeza e organização no lixão, quando os medicamentos foram encontrados.

    Ainda segundo a secretaria, a maioria dos medicamentos encontrados ainda estava dentro do prazo de validade, o que gera dúvida sobre os motivos para o descarte do material. Também foram encontrados materiais hospitalares no buraco em meio ao lixão.

    Para apurar o ocorrido, a prefeitura abrirá processo de investigação e tomará as medidas cabíveis junto ao Ministério Público para responsabilizar os culpados pelo descarte irregular. O destino do material ainda não foi decidido.

    O ex-prefeito de Manaquiri e atual presidente da Associação Amazonense de Municípios (AAM), Jair Souto, disse que as acusações sobre sua responsabilidade sobre o descarte são equivocadas.

    De acordo com ele, a medicação de responsabilidade do município esta armazenada nas unidades da prefeitura.

    A equipe do EM TEMPO não conseguiu contato com a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) para tratar do caso.