Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Tio mata sobrinho que tentou matá-lo

    Segundo testemunhas, o tio matou sobrinho pra se defender - Foto: Arthur Castro
     
    Para se defender dos ataques do sobrinho, que foi até a sua casa com a intenção de matá-lo, o industriário Adailson Gomes Freitas, 22, acabou matando o próprio sobrinho, o adolescente Waltemberg Gomes de Freitas, 17, com várias facadas. O crime ocorreu por volta de 7h deste domingo (13), na rua Amarilis, bairro Jorge Teixeira 1, Zona Leste.
     
    O industriário também ficou ferido.
     
    De acordo com os vizinhos da vila, onde Adailson mora, Waltemberg já tinha ido até ao local há uma semana para roubar a casa do tio. Na ocasião ele chegou a roubar um celular e apontar uma faca para a cabeça de Adailson e falado que ia voltar para roubá-lo outra vez.
     
    O pai de Waltemberg e irmão de Adailson, o pedreiro Walter Gomes de Freitas, 42, informou que o filho era usuário de drogas, que já havia saído de casa e que era acostumado a roubar para manter o vício.
     
    "Ele chegou a ser apreendido há seis meses quando pegaram ele roubando, mas depois foi liberado. Já tínhamos tentado tirar ele dessa vida, mas ele não queria e deu no que deu. Quando foi hoje (ontem), ele foi tentar roubar o tio, só que ele resistiu e acabou matando o sobrinho pra se defender. Só que tem algo estranho, porque tinha mais alguém com o Waltemberg, não sabemos quem era", relatou o pai da vítima fatal.
     
    Segundo os vizinhos, quando ouviram o barulho e foram até ao local, só que estava no quarto era Adailson e Waltemberg, que estavam brigando. O outro suspeito estava fugindo pulando o muro. Adailson ainda foi atingido com uma facada no peito, uma no pescoço e outra na axila. Ele foi levado para o Pronto-Socorro Platão Araújo, Zona Leste, onde, de acordo com os familiares, permanece internado em estado grave.
     
    Waltemberg morreu na hora. O outro suspeito continua foragido. O caso vai ser acompanhado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que deve esperar Adailson melhorar seu estado clínico para ouvi-lo e procurar saber o que realmente aconteceu dentro da residência.