Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Idosos foram os mais vulneráveis na violência psicológica, aponta Decci

    O delegado vê na comissão uma ferramenta ampla para a informação chegar a seu alvo – foto: divulgação

    A violência psicológica ou mais conhecida como injúria, foram às maiores ocorrências registradas em 2012 na Delegacia Especializada de Crimes Contra o Idoso (DECCI), em Manaus, totalizando 515 casos de um universo de 2.232 denúncias contra as pessoas da terceira idade.

    Os dados foram repassados, nesta segunda-feira (14) pelo delegado titular Hipólyto Menezes Cordeiro ao presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, Adolescente e do Idoso da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Elias Emanuel (PSB), durante uma visita do parlamentar.

    O vereador foi informado de que dos mais de 2 mil registros, 909 casos foram parar na Justiça com processos aos infratores, que podem se transformar em penas de reclusão ou alternativas, com trabalhos dispensados à comunidade.

    Em segundo lugar nas ocorrências aparecem os casos de perturbação, com 237 registros e, em terceiro lugar, os referentes a maus-tratos, totalizando 209 denúncias.

    Entre os registros de violência na Delegacia Especializada, o delegado Hipólyto Menezes, ressaltou os sofridos pelos idosos dentro dos ônibus do transporte coletivo.

    O vereador Elias afirmou que vai reunir todos os órgãos relacionados aos direitos e proteção do idoso para discutir políticas públicas, sua efetiva implantação e, sobretudo, a fiscalização das leis voltadas ao amparo às pessoas da terceira idade e, ainda estimular os idosos a denunciar os crimes sofridos.

    De acordo com Hipólyto Menezes, falta ainda muita informação por parte das pessoas, inclusive dos idosos, em relação aos seus direitos e acredita numa ampla parceria com a Comissão do Idoso da CMM.