Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Arthur diz que vai ser duro para resolver o problema da água em Manaus

    Athur disse que não vai tolerar problemas como o que ocorreu na Compensa – foto: Joel Rosa
     
     
    Ao visitar, na manhã desta quarta-feira (16), as famílias afetadas pelo rompimento de uma adutora, ontem, no bairro da Compensa 2, Zona Oeste, o prefeito Arthur Neto disse que não vai mais tolerar, em sua administração, problemas desse tipo, e que irá cobrar, durante, que a Manaus Ambiental resolva, de uma vez, o abastecimento de água na capital.  
     
    "Vou cobrar isso duramente e o contrato só ficará em vigência se ela (a Manaus Ambiental) avançar no cumprimento das cláusulas. Aliás, as cláusulas do contrato são muito 'flácidas’' para o meu gosto. Têm que ser apertadas ou então vai demorar um século para se colocar águas em todas as casas'', falou.
     
    Arthur enfatizou como será a relação da atual gestão com a empresa Manaus Ambiental.  
    “Pedi, encarecidamente, que essa fosse a única surpresa desagradável no meu governo. Eu não tenho clima pra isso, nossa convivência seria terrível. Não quero desculpas, quero simplesmente que vejam com antecedência todos os pontos fracos, vejam os canos mais envelhecidos e façam uma revisão dos mais novos. Eu quero prevenção’’, completou.
     
    Lixo
    Logo nas primeiras horas da manhã, equipes de apoio da Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp) faziam à remoção do barro e o lixo acumulado nas casas e ruas após o rompimento da adutora.
     
    Técnicos da Manaus Ambiental, equipes da Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humanos e agentes da Defesa Civil também estavam no local avaliando os danos e oferecendo auxílio aos moradores.
     
    Um dia depois do rompimento, grande parte dos moradores da Compensa ainda estavam sem água. A adutora danificada passa por reparos na estrutura.