Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Sul do Amazonas é mais vulnerável a incêndios

    As florestas no sul do Amazonas estão mais vulneráveis a incêndios. Pelo menos é isso que aponta uma pesquisa feita pela engenheira agrônoma Sumaia Vasconcelos, aluna de doutorado do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa).

    De acordo com a pesquisa, uma área de aproximadamente 86,6 mil hectares de floresta em pé nos municípios de Boca do Acre e Lábrea, localizados no sul do Estado, está mais propícia a incêndios florestais recorrentes.

    A constatação foi feita após coleta de dados no campo e análises de imagens de satélite referentes a 11 anos da história de fogo na área.

    “Hoje Lábrea e Boca do Acre concentram mais de 86,6 mil hectares de floresta que foram afetadas pelo fogo e que estão mais propícias a queimarem novamente. Nesse caso, o impacto pode ser duas vezes maior que no primeiro incêndio”, disse a cientista.

    Segundo ela, a área de floresta afetada pelo fogo nesses municípios equivale a 124 mil campos de futebol.