Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Prefeitura estuda intervenção para melhorar Djalma Batista

    A praça Domingos Russo poderá ter um recuo no local – foto: Hudson Fonseca
     
    A praça Domingos Russo, localizada entre a avenida Djalma Batista e rua Rio Ituxi, Vieiralves, Zona Centro-Sul, deverá sofrer algumas intervenções da Prefeitura de Manaus.
    A Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação (Seminfh), em conjunto com as secretarias municipais de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) e de Trânsito e Transporte, está realizando estudos para saber o que será realizado no espaço público.
    O titular da Seminfh, Hissa Abrahão, está acompanhando o andamento dos trabalhos que visam melhorar o trânsito nas proximidades do cruzamento da avenida Djalma Batista e rua João Valério.
    A priori, os estudos da obra preveem além do recuo da parada de ônibus na avenida Djalma Batista, uma nova via de acesso ao Vieiralves, pela rua Rio Ituxi. O recuo será construído para aproximadamente cinco ônibus, o que deve facilitar o fluxo no sentido Centro-bairro, segundo informações da assessoria de imprensa da Seminf.  
    A proposta da intervenção é ajudar o tráfego. “Quando se constrói uma baia, tiramos os ônibus do fluxo e a direita fica livre. Isso dá fluidez ao trânsito. Além disso, criaremos uma bifurcação, entre a praça e a rua Rio Ituxi,  gerando mais uma opção aos motoristas que descem a avenida Djalma Batista”, revela Pedro Carvalho, secretário do Manaustrans/SMTU.  
    Em relação às árvores que estão na praça, a assessoria da Seminf adianta que elas devem ser transplantadas para o mesmo local. Se alguma espécie tiver de ser arrancada, a Semmas e a Seminf farão a compensação ambiental com o plantio de outras mudas. Para cada árvore retirada serão plantadas outras 20.
    A assessoria da Seminf antecipouque todas as ações somente serão postas em prática após os estudos topográficos, que estão sendo realizados pelas equipes do órgão. Esses estudos devem ficar prontos ainda esta semana.
    O médico Geraldo Russo, filho da pessoa que dá nome à praça, aguarda com ansiedade as obras. “Espero que tudo venha para melhorar a praça, e as árvores não sejam prejudicadas”, solicita.