Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Em visita ao AM, ministro da Defesa inspeciona bases de monitoramento na tríplice fronteira

    Durante agenda oficial em Tabatinga (distante 1,108 km de Manaus), o ministro da Defesa, Raul Jungmann, visitou unidades responsáveis pela segurança da fronteira do Amazonas com o Peru e a Colômbia, nesta quarta-feira (18), e anunciou que vai se reunir com representantes dos países vizinhos, em Brasília, no próximo dia 31.

    Ainda durante a visita de reconhecimento, o ministro também anunciou o investimento de R$ 450 milhões para o desenvolvimento de projetos e aperfeiçoamento do monitoramento das fronteiras do país. Nesta quinta-feira (19), ele visita o Sistema Integrado de Monitoramento da Fronteiras (Sisfron), em Dourados (MS), que tem como principal objetivo a prevenção de crimes ‘transfronteiriços’.

    Os ministros da defesa e de relações exteriores do Brasil, da Colômbia e do Peru vão participar da reunião, onde serão discutidas ações de intervenção na área da tríplice fronteira. O objetivo era que o encontro acontecesse ainda em Tabatinga, entretanto, devido a agenda de Jungmann, a reunião foi adiada.

    Jungmann visitou o Pelotão de Fronteira na Vila Bittencourt, no município de Juruá, e o Hospital do Exército, além do 2º Pelotão Especial de Fronteira – Ipiranga e na Capitania Fluvial de Tabatinga. A visita ao Amazonas ocorreu após 64 presos serem mortos e outros 225 fugirem de prisões desde 1º de janeiro. As ações resultaram na maior crise carcerária do Estado.

    Plano Nacional

    De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério da Defesa, Raul Jungmann falou sobre o novo Plano Nacional de Segurança Pública, lançado no início do mês pelo Ministério da Justiça, o combate ao crime organizado e atuação das Forças Armadas para barrar a entrada de drogas no Brasil. O comandante militar da Amazônia (CMA), general Geraldo Antônio Miotto, acompanhou o ministro, que assistiu a demonstrações de operações para conhecer a rotina dos 360 militares e civis que atuam nessa região.

    Raul ressaltou que o resultado da reunião, entre o presidente Michel Temer e os governadores das Regiões do Norte e Centro-Oeste, deve aumentar a segurança nas fronteiras e com o emprego das Forças Armadas em varreduras dos presídios.

    Na ocasião, o governador do Amazonas, José Melo, disse que os Estados precisam de apoio federal para enfrentar o tráfico de drogas, que é o responsável pela maioria das ocorrências policiais e do aumento da população carcerária no sistema prisional. Para garantir recursos, ele sugeriu a criação de um fundo com a contribuição de Estados e da União.

    Bruna Souza
    EM TEMPO