Fonte: OpenWeather

    Dia A Dia


    Ex-presidiário tenta realizar um assalto e é agredido por populares

    O suspeito foi agredido por populares e só não foi morto porque a polícia chegou e impediu – foto: Arthur Castro

    A comerciante Irlei Mariano, 34, conseguiu deter e imobilizar, o ex-presidiário Huerdeson Paulino de Melo, 21, dentro de seu estabelecimento, no momento em que ele tentou matar a tiros e roubar o proprietário do local Mauro Lima Pereira, 34.

    O suspeito foi agredido por populares e só não foi morto porque a polícia chegou e impediu o linchamento.

    Segundo testemunhas, o acusado estava na companhia de mais três comparsas, que fugiram na hora que o mesmo foi detido.

    Huerdeson rendeu o comerciante, pediu a renda e quando a vítima baixou para tirar o dinheiro do caixa levou dois tiros, sendo um, no braço e outro na perna direita.

    Nesse momento, sua esposa que presenciou o crime, segurou o assaltante quando ele saqueava o caixa do comércio.

    Três crianças que presenciaram o crime pediram ajuda de pessoas que passavam no local, que ajudaram a mulher a deter o infrator.

    O acusado foi encaminhado ao 8º Distrito Integrado de Polícia e autuado pelo crime de tentativa de latrocínio.

    O titular da delegacia George Gomes, informou que Huerdeson já responde pelo crime de homicídio qualificado e vai voltar a cadeia pública.