Fonte: OpenWeather

    ARTIGO


    Por que o açúcar faz mal para os dentes?

    "Estima-se que 60 a 90% da população mundial vão ser acometidas pela doença cárie em algum momento da vida". Leia mais no artigo de Djana Oliveira

    Escrito por Djana Oliveira no dia 27 de agosto de 2021 - 20:25
    Doces podem atrair as cáries | Foto: Divulgação

    Por que o açúcar faz mal para os dentes? Estima-se que 60 a 90% da população mundial vão ser acometidas pela doença cárie em algum momento da vida. A doença cárie, independente da faixa etária, interfere na qualidade de vida, uma vez que causa dor e contribui para outros problemas de saúde. Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde constatou que 88% da população terá cárie. E os açúcares podem ser os elementos fundamentais para o surgimento do problema.

    Em presença de açúcar na boca, as bactérias produzem ácidos que dissolvem o esmalte do dente, causando a cárie dentária. Isso ocorre quando o Ph da boca cai para 5,7 e essa acidez promove uma desmineralização do dente.

    Portanto, quanto mais alimentos açucarados ingere-se durante o dia, mais expostos aos ácidos causadores da cárie, os dentes ficam. Há vários tipos de açúcares, mas a sacarose, o conhecido açúcar refinado é um dos mais prejudiciais para a saúde e também para os dentes, pois é o tipo que mais “gruda” nos dentes. Portanto, evitar o consumo de açúcar refinado é o ideal.

    Como não é possível eliminar completamente o açúcar da alimentação, pois a maioria dos alimentos contém alguma forma de açúcar ou amido, é necessário ponderar a quantidade de ingestão diária, horário, a frequência e os tipos de alimentos. Essa disciplina na quantidade de açúcar consumido, irá também reduzir o tempo que seus dentes ficam expostos aos ácidos causadores da cárie.

    Quando se fala em cárie, a ingestão de açúcar não é o único vilão e sim quando ela está associada a falta de higiene diária, falta de fio dental e principalmente, após a ingestão dos alimentos açucarados. Considere alguns hábitos para a ingestão de açúcar de forma racional, como:

    — Reduza a frequência de lanches entre as refeições;

    — Evite a ingestão de doces pegajosos, que ficam na boca por um longo tempo, como a jujuba e goiabada;

    — Substitua os sucos artificias e refrigerantes por sucos naturais e água;

    — Consuma uma dieta nutritiva e equilibrada, evitando os doces;

    — As guloseimas açucaradas devem se restringir como sobremesa, quando haverá escovação subsequente, evitando o consumo desse tipo de alimento ao longo do dia.

    — Observe os rótulos dos alimentos industrializados, eles podem conter açucares escondidos como a glicose, lactose, maltose, xarope de milho e mel.

    Na contramão dos alimentos açucarados, alguns alimentos protegem os dentes e devem ser incluídos na sua dieta. Entre eles estão algumas frutas e vegetais como a maçã e a cenoura, ricos em água, fibra, vitaminas e minerais. Quando ingeridos crus, esses alimentos demoram a ser mastigados, estimulando a produção de saliva e promovem uma limpeza mecânica dos dentes. Já os derivados do leite, como queijos e iogurtes, carnes e ovos são ricos em cálcio e fósforo, que ajudam a proteger os dentes das cáries.

    Leia mais:

    Abscesso dentário: o que é e como tratar

    Por que o limão pode prejudicar a saúde dos dentes?

    O papel do flúor na saúde bucal

    Djana Oliveira

    Cirurgiã dentista formada pela Universidade Federal do Amazonas. Especialista em Odontopediatria

    Articulistas

    Comentários