Fonte: OpenWeather

    ARTIGO


    Por que extrair o dente do siso?

    ARTIGO - Djana Oliveira: "O terceiro molar ou dente do siso é uma herança dos nossos ancestrais mais primitivos, que os utilizavam para dar mais força na mastigação de alimentos sólidos"

    Escrito por Djana Oliveira no dia 22 de setembro de 2021 - 19:07
    | Foto:

    O terceiro molar ou dente do siso é uma herança dos nossos ancestrais mais primitivos, que os utilizavam para dar mais força na mastigação de alimentos sólidos e duros, porém devido às mudanças nos hábitos alimentares, como a introdução de alimentos cozidos e pastosos, além de produtos industrializados mais fáceis de serem mastigados, eles foram perdendo essa utilidade.

    Com o passar do tempo, nossa arcada dentária diminuiu de tamanho e, consequentemente há menos espaço para um terceiro molar na boca. Além disso, nosso cérebro cresceu, exigindo mais espaço na caixa craniana e fazendo com que o maxilar se tornasse incapaz de acomodar todos os molares.

    Por serem os últimos dentes a nascer, normalmente entre os 16 e 20 anos de vida, ganharam o apelido de “dente do juízo”. Eles estão localizados dois na arcada superior e dois na inferior de cada lado. Eles nascem de forma aleatória, pois o tempo que levam para nascer depende em parte do espaço existente nessa área.
    Poucas pessoas nascem sem o dente siso e nem sempre esses dentes precisam ser extraídos.

    Se não causarem problemas e incômodos, podem servir de apoio, quando a pessoa perde um dos molares. Porém, para a maioria da população, a extração deste dente é indicada pela deficiência de espaço na arcada. Alguns sintomas podem ser observados quando o siso vai nascer como dor e inflamação, podendo vir acompanhado por inchaço e limitação de abertura da boca.

    A extração do siso é sempre indicada quando há presença de dor de dente, dificuldade na mordida, desconforto ou desalinhamento dos molares. Por isso, recomenda-se que os jovens com idade entre 15 e 20 anos façam uma avaliação com o dentista, antes mesmo dos sisos nascerem, a fim de averiguar a necessidade ou não da sua extração, pois nesse período, as raízes ainda não estão completamente formadas e o tecido ao redor do dente está mais maleável, o que facilita sua retirada.

    A erupção desse dente pode causar:
    - Posicionamento desfavorável, estando em sua maioria impactados pelos dentes vizinhos, inviabilizando sua erupção. A falta de espaço e a impactação do dente, o siso pode gerar uma compressão no dente imediatamente anterior a ele, gerando reabsorções.
    - Quadro infeccioso de pericoronarite. Geralmente há uma grande dificuldade de higienizar esse dente durante sua erupção, acumulando alimentos e placa bacteriana, gerando cárie e infecções na gengiva que o recobre.
    - Mau hálito. A dificuldade de higienizar o local, favorece o acúmulo de bactérias e suas ações de fermentação que liberam substâncias químicas que causam mau hálito.
    - Pode causar dor de cabeça ou enxaqueca, dores nos maxilares e por vezes, provocar dores de ouvido.

    Leia mais:

    Causas e tratamento da retração gengival

    Por que o açúcar faz mal para os dentes?

    Abscesso dentário: o que é e como tratar

    Djana Oliveira

    Cirurgiã dentista formada pela Universidade Federal do Amazonas. Especialista em Odontopediatria

    Articulistas

    Comentários