Fonte: OpenWeather

    CURSOS


    Ano de 2022 será de aprendizado e qualificação no mercado da beleza

    egundo a presidente do Sindicato, Antônia Moura, expectativa de possível crescimento no setor só poderá ser percebida no 2º semestre

     

    Espera- se uma  expectativa de possível crescimento no setor só poderá ser percebida no segundo semestre deste ano, a partir de julho.
    Espera- se uma expectativa de possível crescimento no setor só poderá ser percebida no segundo semestre deste ano, a partir de julho. | Foto: Reprodução

    Manaus - O ano de 2022 será de aprendizado e qualificação no mercado da beleza, de acordo com o Sindicato dos Salões de Barbeiros, Cabeleireiros, Institutos de Beleza e Similares do Estado do Amazonas (Sindibeleza AM). Segundo a presidente da associação, a expectativa de possível crescimento no setor só poderá ser percebida no segundo semestre deste ano, a partir de julho.  

     A empresária explica que o mercado está em constante expansão e o profissional do setor deve está preparado para as oportunidades.  

     “Acredito que para 2022, na minha visão, será um ano de mais de aprendizado, de cursos, de qualificação, porque o mercado está meio confuso. Apesar que o setor da beleza é uma área que não para de crescer. O Sindicato, através das escolas, vai trabalhar mais nessa parte de qualificar os profissionais neste ano”, disse Antônia.  

     Para a presidente do Sindibeleza, um possível crescimento no mercado da beleza aqui no Amazonas poderá ser percebido apenas no segundo semestre desse ano.  

     “A expectativa é que a partir de julho, nós possamos pensar em um crescimento maior, por enquanto estamos  muito preocupados com essa nova onda de Covid e os surtos de gripe. Estamos nos preparando para oferecer um lugar melhor para o nosso cliente, com todos os cuidados e protocolos de saúde”, salienta.  

     Certificação 

     Um estudo realizado pelo SindiBeleza AM aponta que cerca de 40% dos profissionais da beleza que atuam sem a devida certificação profissional ou com certificação de origem duvidosa ou inválida. Para sanar o problema, a associação patronal realizará o projeto “Certifica Manaus”.  

     “Através do Senac vamos ofertar cursos para qualificar essas pessoas que já atuam na área. Encontramos profissionais com 10 e até 15 anos de experiência, porém, sem o certificado. Para participar do projeto será cobrada uma taxa simbólica. O profissional terá que apresentar um relatório robusto da vida profissional dele, com documentos, fotos, que comprovem o tempo de experiência, para que possamos certificar ele”, comenta.  

     Para participar da ação do Sindibeleza, o profissional interessado deverá ir até a escola da associação e manifestar interesse no Certifica Manaus. A escola fica situada na Rua Costa Azevedo, n. 91, no Centro. Os telefones para contato são (92) 99146-5892 / 3213-8035.  

     Educação Profissional  

     Reconhecido nacionalmente como instituição formadora de profissionais, o Senac AM disponibiliza em sua programação de cursos vários títulos para qualificação e aperfeiçoamento dos profissionais do segmento da beleza. Os cursos têm certificação reconhecida a nível nacional.  

     “Já possuímos cursos abertos e disponíveis para matrículas, tanto nas Unidades do Centro quanto da Cidade Nova, que vão desde qualificação para quem deseja atuar nesta área e não tem conhecimento nenhum até a aperfeiçoamentos para profissionais que já atuam. Os cursos são nas mais diversas áreas da Beleza como manicure, depilação, cabeleireiro e Barbearia, alongamento de unhas, cílios, escova e tec”, enfatiza Daniele Lima, gerente da unidade Senac Centro.  

     Antes de fazer a matricula no curso desejado é importante levar em consideração questões como valor, temática, tempo e horário do curso. Em 2021, apenas na unidade do Centro, foram realizadas o total de 937 matrículas em cursos da área da beleza e da estética. A lista completa de cursos do Senac pode ser conferida no site https://am.senac.br/.  

     Senac no AM 

    Em nível nacional, o Senac é administrado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), hoje, gerida pelo amazonense José Roberto Tadros. Com 76 anos de atuação no Amazonas, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial está presente em Manaus e nas cidades de Manacapuru, Itacoatiara, Parintins, Tefé e Coari. 

    Leia mais: 

    IEL abre 29 vagas para estágio em Manaus

    Em busca de emprego? Veja 208 oportunidades de trabalho no AM

    Saiba como avaliar e escolher a melhor faculdade para ingressar