Empresa


Seis ferramentas para melhorar a performance da sua empresa

Empresas precisam se aperfeiçoar para entregar qualidade em seus serviços

Empresas precisam se aperfeiçoar para entregar qualidade em seus serviços
Empresas precisam se aperfeiçoar para entregar qualidade em seus serviços | Foto: Reprodução

As empresas precisam lidar, cada vez mais, com enormes quantidades de dados. Nesse sentido, ferramentas analíticas tornam-se necessárias, pois ajudam na tomada de decisões mais assertivas. Além delas, outros sistemas são essenciais no dia a dia empresarial, ajudando na performance e na gestão das atividades. Veja, a seguir, seis exemplos.

1. Enterprise

Resource Planning (ERP)

Uma sigla muito comum no meio empresarial é o ERP, que se refere ao termo Enterprise Resource Planning (Sistema de Gestão Integrado). Esse sistema pode ser usado para empresas de pequeno ou grande porte.

Uma das grandes vantagens do ERP é a possibilidade de integração das atividades de diferentes setores. Com a centralização dos dados em apenas um local, as informações são mais fluídas, fica mais fácil analisar os dados e fazer um diagnóstico preciso e profundo. Desse modo, as decisões são mais assertivas.

2. Análise de entrega

Alguns departamentos precisam enviar muitos e-mails por dia, efetuando, inclusive, disparos para algumas bases de dados. Isso é muito comum nas equipes de marketing e assessoria de imprensa, por exemplo.

Entretanto, analisar a efetividade desses e-mails era difícil. Para resolver a situação, ferramentas de análise de entrega foram criadas. Dessa forma, é possível saber quantas pessoas receberam o e-mail, se ele foi aberto e, até mesmo, se o usuário clicou em algum link.

 Ao utilizar esse tipo de ferramenta, a análise de dados é mais precisa, sendo mais fácil perceber quais ações funcionaram e quais contatos devem ser retomados. Além disso, ela ajuda na gestão de tempo, pois direciona a equipe para o caminho certo, mostrando quais estratégias foram eficientes e quais falharam.

3. Customer Relationship Management (CRM)

Em português, o termo Customer Relationship Management significa Gestão de Relacionamento com o Cliente. Essa ferramenta é fundamental para as empresas, pois integra os dados de toda a clientela, permitindo um melhor gerenciamento de informações.

O objetivo de ter uma CRM é fidelizar os clientes, mantendo os seus dados e o relacionamento com eles a longo prazo. O sistema é muito utilizado pelas equipes de venda, tanto na pré-venda, quanto na pós.

Desse modo, é possível armazenar dados de clientes, prospecções, leads e outras oportunidades de vendas em um só lugar. Isso irá facilitar a rotina dos colaboradores, já que eles poderão focar na parte estratégica em vez de gastar muito tempo com processos operacionais.

4. Gestão de desempenho

As ferramentas de gestão de desempenho são essenciais para uma empresa. Elas têm como principal foco a análise de performance dos colaboradores, facilitando a visualização do desenvolvimento deles ao longo do tempo.

Algumas ferramentas, ainda mais completas, podem ser usadas desde a etapa de recrutamento e processo seletivo até o período pós-contratação. Assim, os profissionais de Recursos Humanos também conseguem analisar a efetividade de seus processos e estratégias para melhorá-los.

5. Produtividade

Um bom nível de produtividade é essencial para o desenvolvimento dos projetos e, consequentemente, da empresa. Existem diversas ferramentas de produtividade no mercado, que ajudam a analisar o andamento das tarefas planejadas para a semana ou o mês.

Algumas versões funcionam como uma lista, enquanto outras apresentam um apelo visual. O importante é escolher uma ferramenta que atenda às necessidades da equipe. Desse modo, o gestor consegue visualizar melhor os avanços das tarefas do grupo ao longo do mês.

6. Controle de estoque

Controlar o estoque é fundamental para empresas comerciais e indústrias. Assim, é possível ter uma disponibilidade adequada dos produtos para a venda. Esse fator também é fundamental para controlar o fluxo de caixa, evitando gastos com estoques excessivos.

Nesse sentido, ter uma boa ferramenta, que ajude no controle do estoque, é essencial. Afinal, tanto o excesso, quanto a falta de produtos, podem ser prejudiciais à empresa.

Leia mais:

Está com o nome no Serasa? Campanha de quitação foi prorrogada

Faculdade Santa Teresa promove curso de Direito Digital e E-commerce

Empresa é condenada a indenizar empregado por doença psíquica