Fonte: OpenWeather

    Economia


    Ministério da Fazenda projeta crescimento de até 4% na economia

    A estimativa tem em vista o reaquecimento do mercado interno – arte: Henrique Xavier
     
     
     
    A economia brasileira deverá crescer este ano entre 3% e 4%, estimou nesta quarta-feira (30) o ministro da Fazenda, Guido Mantega, ao participar do Encontro Nacional de Novos Prefeitos e Prefeitas, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.
    Para ele, qualquer que seja o resultado, será maior do que o registrado no ano passado, com melhoria na arrecadação, inclusive para os prefeitos.
    “A economia brasileira está em uma trajetória de aceleração do crescimento. Em 2012, a economia cresceu pouco no primeiro semestre, 0,6%, mas cresceu o dobro no segundo semestre, 1,3%. Portanto, a trajetória vai permanecer em 2013 e nos outros anos”, disse Mantega.
    O ministro apontou ainda como fatores positivos o crescimento dos Estados Unidos, com reflexos no Brasil, e a melhora da situação na China.
    “A China, que é a segunda maior locomotiva [do crescimento], depois de ter desaceleração nas taxas de crescimento, estabilizou o ritmo e voltou a acelerar. Isso irá também contribuir para o nosso crescimento, porque a China é uma grande importadora de produtos brasileiros”, acrescentou.
    Mantega informou aos prefeitos que o reajuste no preço da gasolina, anunciado na noite passada, será menor para o consumidor, chegando a pouco mais de 4%. Ele explicou que isso é possível porque a gasolina vendida nas bombas conta ainda com um percentual de álcool.
    O ministro falou também sobre a redução das tarifas de energia para o consumidor residencial, em torno de 18%, que, segundo ele, deverá garantir uma sobra de R$ 9 bilhões para as famílias este ano.
    “Elas [as famílias] pagarão menos e poderão usar esse dinheiro para melhorar o padrão de vida e fazer compras. As indústrias e o comércio reduzirão preços e ficarão mais competitivos”,  disse Mantega.