Fonte: OpenWeather

    Comércio prejudicado


    Paralisação de ônibus prejudica o comércio de fim de ano, em Manaus

    Comércio de Manaus espera prejuízo devido a ação dos rodoviários, segundo CDLM

    Comércio de Manaus | Foto: Ione Moreno/Em Tempo

    Manaus - A paralisação de 100% da frota de ônibus nesta sexta-feira (21), causou prejuízo também para os lojistas da cidade e trouxe dificuldades à população que planejava comprar os últimos produtos para as festas de natal e ano novo. A Confederação de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-M) acredita que a ação dos rodoviários é um desrespeito com a população, que está fazendo suas compras.

    O presidente da entidade, Ralph Assayag, disse que os rodoviários deveriam buscar outras maneiras de reivindicar seus direitos, sem prejudicar a população manauense, principalmente os comerciantes, que esperam um grande fluxo de clientes durante esta época do ano.

    População aguardando ônibus em parada.
    População aguardando ônibus em parada. | Foto: Marcely Gomes/Em Tempo

    Pesquisa divulgada pelo CDL-M estimava uma injeção de 1,6 bilhão de reais na economia do Estado durante esse período. A Confederação informou que ainda não se sabe o tamanho do impacto da paralisação no comércio da cidade. Porém ele afirmou que haverá com certeza prejuízo.

    A paralisação dos rodoviários é motivada pelo atraso do pagamento do 13º salário e a falta de adiantamento salarial da categoria.

    Greve

    Com a paralisação da frota de ônibus na capital amazonense, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus (STTRM), Givancir Oliveira, realizou coletiva de imprensa na tarde de hoje para falar sobre a normalização das atividades.

    Leia Mais:

    Sem ônibus circulando, manauense sofre na volta para casa

    'Sem previsão de ônibus nas ruas de Manaus', diz STTRM

    Sem 13º salário, motoristas param ônibus em Manaus