Fonte: OpenWeather

    Economia


    Merenda escolar vai garantir R$ 30 mil a produtores do AM

    A produção dos pequenos agricultores será comprada pela Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas – foto: divulgação

    A compra de alimentos regionais para a merenda escolar da rede pública de ensino do Estado deve render aos produtores rurais amazonenses, neste ano, R$ 30 milhões. O valor é 30,4% superior ao registrado no acumulado de 2012.

    No ano passado, o governo destinou em torno de R$ 23 milhões para aquisição de frutas, verduras e hortaliças para garantir a merenda escolar dos estudantes amazonenses.

    A substituição de gêneros alimentícios importados de outros Estados por itens regionais contribui para resgatar hábitos saudáveis, ao trazer para o prato dos alunos, produtos mais ricos em proteína e nutrientes.

    A produção dos pequenos agricultores será comprada pela Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS) por meio do Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme).

    A medida deve melhorar a qualidade nutricional da merenda nas escolas estaduais, além de garantir o escoamento da produção dos pequenos agricultores do interior.

    O Preme foi desenvolvido com o intuito de apoiar o desenvolvimento sustentável, incentivando a aquisição de gêneros alimentícios diversificados, produzidos em âmbito local e preferencialmente pela agricultura familiar ou por empreendedores rurais, valorizando as comunidades tradicionais.

    Algumas cooperativas do interior conseguem escoar até 50% de sua produção com o Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme).