Fonte: OpenWeather

    Mercado de Trabalho


    Estudantes estrangeiros buscam estágio no Brasil

    Levantamento aponta que Administração e Direito são os cursos mais procurados

    O perfil de quem escolhe o Brasil como País de adoção é variado | Foto: Divulgação

    Latinos, africanos e asiáticos. Essas são algumas das nacionalidades dos estudantes que estão estagiando atualmente pelo Centro de Integração Empresa-Escola - CIEE em parceria com empresas de diversos segmentos de todo o país. Além de órgãos públicos, instituições financeiras são as que mais contratam.

    O perfil de quem escolhe o Brasil como País de adoção é variado. São desde pessoas que enfrentavam dificuldades por circunstâncias políticas ou econômicas e precisavam sair do local de origem, até outras que chegaram ao País por outros motivos específicos, e aqui encontram familiares e amigos já estabelecidos. 

    Adaptados ao português e à cultura brasileira, a maioria dos estrangeiros que são estagiários do CIEE frequenta cursos superiores como Administração e Direito.

    Por concentrar mais oportunidades de trabalho e ser o grande centro financeiro do Brasil, o Estado de São Paulo é local de moradia de mais de 70% dessas pessoas.

    Diferentemente de países como Nova Zelândia e Canadá, que contam com políticas para atrair profissionais de outros países com objetivo de suprir uma carência de mão-de-obra, no Brasil atualmente vivem pouco mais de 750 mil estrangeiros.

    Dados divulgados nesta semana aponta que bolivianos (12%), angolanos (10%) e coreanos (8%) são maioria entre os estagiários.

    “O Brasil é internacionalmente conhecido pela hospitalidade. Ao oferecer vagas de estágio e permitir a entrada de estrangeiros no mundo do trabalho, contribuímos com a integração destas pessoas na sociedade. Nas empresas parceiras do CIEE, elas passam a entender nossa realidade e nossos hábitos”, explicou o superintendente Nacional de Operações do CIEE, Marcelo Gallo. 

    *Com informações da assessoria