Fonte: OpenWeather

    Polo Digital de Manaus


    Manaus recebe II Feira do Polo Digital com novidades em 2019

    O evento traz o tema “Manaus Inteligente”, apresentando o que há de mais inovador na Indústria 4.0, além de proporcionar um ambiente para networking e novos negócios

    A feira vai contar com grandes palestrantes, workshops e agentes de fomento do setor público e privado, visando o desenvolvimento de novos negócios.
    A feira vai contar com grandes palestrantes, workshops e agentes de fomento do setor público e privado, visando o desenvolvimento de novos negócios. | Foto: Divulgação

    Manaus - A segunda edição da Feira do Polo Digital de Manaus promete novidades este ano em Manaus. O evento é promovido pelo Codese Manaus (Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Manaus) e traz o tema “Manaus Inteligente”, apresentando o que há de mais inovador na Indústria 4.0, além de proporcionar um ambiente para networking e novos negócios.

    A Feira acontecerá nos dias 15, 16 e 17 de outubro, no Studio 5 Centro de Convenções, e conta com o suporte técnico do Polo Digital de Manaus e da Câmara de Tecnologia de Inovação, do Codese. “É uma oportunidade para o ecossistema se integrar em um único local. 

    Serão três dias intensos de conhecimentos por parte do público em geral e do setores envolvidos. A finalidade é desenvolver uma nova matriz econômica, baseada em conhecimento, tecnologia e mão de obra especializada”, afirma o empresário Antônio Azevedo, presidente do Codese.

    Capital intelectual e negócios

    Uma preocupação da feira é incentivar a busca pela formação tecnológica e o empreendedorismo. Para isso, a feira vai contar com grandes palestrantes, workshops e agentes de fomento do setor público e privado, visando o desenvolvimento de novos negócios.

    Em 2019, a Feira do Polo Digital de Manaus contará novamente com várias startups expondo suas soluções inovadoras e espera receber o apoio e engajamento de mais empresas do setor digital. 

    Segundo Antônio Azevedo, o evento faz parte das metas do Codese em desenvolver um plano estratégico para Manaus até 2038. “Temos como metas ter dois terços do PIB vindo de atividades com enraizamento regional, colocar Manaus entre as dez melhores cidades para se viver e entre as vinte melhores para se investir em negócios no Brasil”, finaliza Azevedo.

    Sobre o Codese

    O Codese Manaus, associação de direito privado, sem fins lucrativos, sem vínculo político-partidário ou religioso, é formado pela sociedade civil organizada, por intermédio de entidades representantes e representativas de segmentos capazes de contribuir para o planejamento e busca de soluções para o futuro da cidade de Manaus. O objetivo estratégico do Codese é mobilizar a sociedade civil organizada, para desenvolver e manter um plano estratégico para a cidade de Manaus, com horizonte até 2038.

    O Codese Manaus surgiu baseado em experiências semelhantes de cidades como Maringá, Uberlândia, Brasília, Goiânia, entre outras, todas elas inspiradas pelo projeto intitulado “O Futuro da Minha Cidade (FMC)”, da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

     Metas Estratégicas para Manaus, até 2038, a saber:

    01 – Ter, pelo menos 2/3 (dois terços) de seu Produto Interno Bruto (PIB), assentados em atividades econômicas cujos fatores de produção tenham, de forma relevante, origem regional;

    02 – Estar entre as 10 (dez) melhores cidades para se viver, no Brasil;

    03 – Estar entre as 20 (vinte) melhores cidades para se investir em negócios, no Brasil.

    O Codese Manaus possui nove câmaras técnicas: Cenários e Futuros Econômicos, Segmentos Econômicos Relevantes, Atração de Investimentos e Ambiente de Negócios, Tecnologia e Inovação, Educação, Planejamento Urbano, Saúde, Segurança e Gestão Pública.

    Com a coordenação da Sub-Câmara de Dinamização do Polo Digital de Manaus do Codese Manaus, espera-se, mais uma vez atingir os objetivos da feira