Fonte: OpenWeather

    Carros


    Vendas de veículos crescem 15% em setembro, no Amazonas

    Consumidores manauaras optam por conforto e economia

    Expectativas de vendas para o último trimestre do ano também são positivas, de acordo com as concessionárias | Foto: Divulgação

    Manaus - A venda de veículos no Brasil caiu 3,3% em setembro em relação a agosto, de acordo com balanço divulgado pela Associação Nacional dos Fabricantes dos Veículos Automotores (Afavea). No entanto, as concessionárias de Manaus não sentiram essa queda e registraram aumentos de até 15% nas vendas de carros novos. 

    Na concessionária da Ford em Manaus, a América Veículos, o crescimento nas vendas foi de 15%, de acordo com o gerente geral Gustavo Barros. Em agosto, foram 2,8 mil unidades emplacadas; já em setembro, foram 3,1 mil. A expectativa para os últimos três meses do ano também é positiva: ele aposta em uma alta de pelo menos 10% até o fim de 2019. 

    “Os bancos estão com melhor análise de crédito, exigindo menos e o consumidor está com mais coragem de comprar”, afirma Gustavo. O modelo mais comprado na concessionária é o Ford Ka. 

    Já na Garcia Veículos, houve um aumento de 10% nas vendas de setembro em relação a agosto. Para a diretora geral da concessionária, Silvana Semen, os números positivos se dão pela qualidade do produto e do atendimento. “A Chevrolet tem investido bastante em tecnologia nos últimos anos e isso é visto na lista de carros mais vendidos, que é o modelo Onix em disparado”, diz. O Onix também é o preferido dos consumidores manauaras que frequentam a Garcia.

    Facilidades no pagamento, como taxas especiais de financiamento, aceitação de carro usado como parcela e facilidade de aprovação de crédito também são apontados como razões da boa procura na concessionária. De janeiro a setembro de 2019, a Garcia Veículos teve um crescimento de 45% nas vendas em comparação ao mesmo período de 2018. "A perspectiva para os próximos meses é boa com a chegada do novo modelo Onix Plus a Manaus", relata Silvana. 

    Representante da Volkswagen em Manaus, a Solimões Veículos é outra que já vendeu mais nos primeiros nove meses de 2019 do que em 2018. Houve um aumento de 20%, informa o gerente geral Paulo Cunha. Ele relata que o começo de outubro já trouxe uma melhora nas vendas e que a expectativa para o restante do mês e novembro é positiva. “Outubro e novembro são os meses que historicamente vendem bem, menos dezembro, porque o consumidor prefere adquirir os modelos do ano seguinte”, afirma o gerente geral. Os modelos mais adquiridos são Gol, Polo e Savero. 

    Consumidor busca conforto e economia

    Na hora de comprar um carro novo, são vários os fatores que influenciam a escolha do cliente. Preço, recursos, modernidade e economia são alguns dos critérios levados em conta antes de adquirir o automóvel. Um exemplo é a advogada Paula Torres, que pesquisou bastante antes de trocar de carro.

    “Busquei mais conforto e economia, por isso adquiriu o modelo Kwid da Renault. Me atraí pela economia do combustível, recursos com retrovisor elétrico e outras coisas mais. Eu também não preciso de um carro grande, então o compacto é o ideal para mim”, justifica a compra. 

    Outro consumidor que também adquiriu um veículo nos últimos dois meses foi o motorista de aplicativo João Neto. "Eu comprei um onix, porque carro não é questão de luxo e sim necessidade. Além disso, adquiri o veículo porque estou desempregado e encontrei esta forma de ganhar o sustento da minha filha", acrescenta Neto, que acrescenta que comprou quitado.

    Relatório

    Apesar da queda mensal nas vendas no Brasil, o balanço da Anfavea aponta que o número significa um aumento de 10,1% em comparação as vendas de setembro de 2018. Só nos primeiros nove meses de 2019, foram comercializados 2,03 milhões de veículos, uma alta de 9,9% em relação ao mesmo período de 2018.

    O relatório também mostra que a produção de veículos caiu 8,3% no último mês. Foram fabricadas 247,3 mil unidades em setembro, contra 269,8 mil de agosto. Mas comparado ao mesmo período do ano passado, houve uma alta de 10,9% na produção. Ao todo, a produção automobilística registra um crescimento de 2,9% em 2019, com um total de 2,26 milhões de unidades em nove meses.

    Já as exportações de veículos acumulam queda de 35,6% de janeiro a setembro, com 337,5 mil unidades vendidas para o exterior. Em comparação a setembro de 2018, houve uma retração de 7,1% na comercialização para o mercado externo. 

    Em relação a empregabilidade, o setor teve queda de 3,4% no número de postos de trabalho em comparação a setembro de 2018. São 127,9 mil pessoas trabalhando atualmente na indústria automotiva, uma retração de 0,2% em relação a agosto.