Fonte: OpenWeather

    Caixa Econômica


    Agências da Caixa Econômica em Manaus ficam sem atendimento

    Instabilidade no sistema causou transtornos aos usuários que desde a última sexta-feira (24) não conseguem realizar nem operações simples

    A fila para entrar na agência da Avenida Brasil estava enorme | Foto: Naylene Freire

    Manaus - Usuários que procuraram uma das agências bancárias da Caixa Econômica Federal em Manaus tiveram problemas para receber atendimento. O problema foi verificado pelo EM TEMPO em agências da Zona Norte e Oeste da Capital.  

    Na Caixa da avenida Brasil, Zona Oeste de Manaus, estão com o sistema de serviços fora do ar desde a semana passada. Quem foi à agência tem enfrentado filas para poder entrar no banco. Ações simples como: pagamentos, saques do FGTS, do programa Bolsa Família, e outros serviços não estão funcionando.

    O problema aconteceu em todos as agências da Caixa na capital amazonense, mas de acordo com informações dos usuários, o problema da agência na Avenida Brasil é rotineiro o que causa transtornos aos correntistas. É o caso da dona de casa Laura passos. Ela perdeu o cartão do Bolsa Família e desde a última sexta-feira está tentando receber o benefício e não consegue.

    “Tenho dois filhos pequenos. Somos nós três em casa. Para eu poder vir ao banco tenho que deixar as crianças com a vizinha. Ela sempre olha eles para mim quando eu preciso fazer algo urgente. Mas, poxa, essa é a terceira vez que estou aqui e não consigo resolver nada. Isso é uma falta de respeito com a população. Preciso do dinheiro para comprar comida para minha família”, declarou Laura.

    Para Ivana Fernandes, de 19 anos, as condições do serviço bancário desta empresa é um transtorno que existe há muito tempo.

    “Não é de hoje que eles dão essa desculpa para nós. Eu estou com muita raiva, porque estou perdendo o meu dia aqui nesse lugar. Eu tenho várias coisas para resolver e fico desperdiçando meu tempo em banco. Só quero resolver a situação do meu FGTS”, disse.

    Depois de 2h esperando para adentrar na agência, Francisco Chagas de 52 anos, trabalhador da área rural, encontrou dificuldades desde o atendimento na hora de sua chegada ao banco.

    “Eu fui fazer uma pergunta para o rapaz da recepção e ele veio com maior ignorância para o meu lado. Eu não tenho culpa do sistema está ruim, só quero resolver a questão do meu PIS. Sou trabalhador honesto. Esses caras ganham bem e ficam com esse mau humor. Por isso prefiro a vida no interior. Agora vou ficar aqui esperando, pelo menos aqui dentro dá para sentar. Vou colocar prego de molho, como diz o ditado”, contou Francisco.

    "Problema tecnológico"

    O recepcionista da Caixa econômica, Walace Augusto de Chagas Bessa, questionado pelos usuários disse que o problema acontece desde o início desse ano, “que as vezes o sistema volta, mas que depois ele cai novamente”.

    O funcionário passou a liberar a entrada das pessoas de 10 em 10, para esperar do lado de dentro da agência.

    A assessoria de imprensa da Caixa, por meio de nota, explicou que o sistema bancário, enfrentou um problema tecnológico, devido aos cabos de redes da internet. A situação já foi normalizada e até o fechamento dos bancos, o sistema voltou ao funcionamento normalmente.