Tecnologia


Campus Party vai trazer debate sobre finanças e tecnologia para Manaus

Festival de inovação tecnológica ocorre em março na Arena da Amazônia, com expectativa de público de 60 mil pessoas

Palestras, oficinas, painéis e workshops fazem parte da programação do evento | Foto: Divulgação

Manaus - A capital amazonense se prepara para sediar pela primeira vez a Campus Party Transire Amazônia, o maior festival de inovação e tecnologia do mundo. O evento ocorrerá entre os dias 18 e 22 de março na Arena da Amazônia, com o tema “Meios de Pagamento”. A expectativa é que o festival reúna 3 mil “campuseiros” - como são chamados os participantes - além da visita de 60 mil pessoas em cinco dias de evento.

Organizada pela MCI Brasil e com apoio do Governo do Amazonas, a Campus Party trará ao público manauara conteúdos sobre finanças, tecnologia, ciência, democratização da sociedade por meio da tecnologia, economia mundial, empreendedorismo e outros temas. Universidades, startups, empresas e outras entidades ligadas ao segmento de inovação devem marcar presença no festival.

Festival terá mais de 300 horas de conteúdo
Festival terá mais de 300 horas de conteúdo | Foto: Divulgação

Segundo o consultor da Campus Party, Fernando Tomé, trazer o evento para Manaus é um desejo antigo da organização.

“É a segunda vez que estaremos no Norte. Já tivemos uma edição em Rondônia, mas nossa primeira opção sempre foi Manaus, que é uma cidade com população gigantesca, com a Zona Franca, produção científica, universidades e toda uma estrutura que acolhe nosso evento de uma maneira positiva. Pensando na região Norte, não tem como não pensar em Manaus”, diz.

E como o evento será realizado em uma cidade amazônica, o tema da floresta não ficará de fora. “Teremos conteúdo de biotecnologia, mostrando as pesquisas que o Estado tem na área, que é uma das ramificações de inovação e tecnologia mais prósperas do mundo”, afirma o consultor.

Dinheiro do futuro

Mais de 3 mil participantes são esperados na Arena
Mais de 3 mil participantes são esperados na Arena | Foto: Divulgação

A escolha do tema “Meios de pagamentos” foi motivada pelas mudanças na relação das pessoas com o dinheiro, explica Fernando Tomé. “Essa relação mudou drasticamente nos últimos anos, a ponto de os jovens terem uso mínimo do dinheiro em papel, cédula e moeda. A ‘bancarização’ está bastante difundida, temos contas digitais, bancos sem agência física, meios de pagamento com QR Codes. É uma revolução. Vamos falar sobre esse histórico e como será no futuro”, explica.

Programação

Tomé destaca que uma das missões da Campus Party é levar conteúdo para todos os públicos, por isso o evento conta com uma área gratuita, a “Open Arena”, que trará uma programação mais focada no entretenimento, com espaço para estudantes e startups divulgarem seus projetos. Não é necessária inscrição prévia para conferir essa parte do evento.

Já a Arena, área paga do festival, contará com palestras, workshops, oficinas, ativações, painéis e desafios. “Teremos conteúdos mais focados. Discutiremos desenvolvimento de software, startups, mercado de empresas digitais e demais temas com mais profundidade”, explica o consultor. Ao todo, serão 300 horas de conteúdo e mais de 380 palestras.

Ingressos

Quem quiser participar da Campus Party pode adquirir as entradas no site oficial do evento: www. brasil.campus-party.org/campus-party-amazonia-2020. Os preços variam de R$100 a R$300. Para acomodar os participantes, existe a opção de camping, com barracas e estrutura com serviços de duchas e banheiros.