Qualificação


Agricultores de Beruri participam de curso de Gestão Mercadológica

O curso, com 4 horas de duração, foi ministrado pelo professor Ely Lemos de Oliveira, graduado em Administração pelo Centro Universitário do Norte (Uninorte) e mestre pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Os participantes receberam orientações sobre o uso de um software que facilitará a vida do produtor rural
Os participantes receberam orientações sobre o uso de um software que facilitará a vida do produtor rural | Foto: Divulgação/Sepror

Amazonas - A Secretaria de Produção Rural do Estado do Amazonas (Sepror) e o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), com apoio da Prefeitura Municipal de Beruri, realizaram no último sábado (15/02) o curso de Gestão Mercadológica para 40 agricultores do município, distante 173 quilômetros de Manaus.

Durante o curso, foi feito um diagnóstico com cada produtor presente, para identificar o que produziam. Em seguida, foi apresentado aos agricultores uma análise do mercado baseado na produção local, além disso, foi aberta uma discussão sobre as dificuldades que enfrentam no mercado, em seguida foi apresentado um método simples para controle do custo de produção, dentre outros tópicos importantes.

O curso, com 4 horas de duração, foi ministrado pelo professor Ely Lemos de Oliveira, graduado em Administração pelo Centro Universitário do Norte (Uninorte) e mestre pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), e que atualmente coordena os cursos de Administração e Superior Tecnológico em Logística na Ulbra/Manaus.

Com aceitação máxima, o professor conta que ao final, os produtores saíram totalmente motivados. ”Eles saem do curso com muita vontade de pôr em prática tudo que aprendem. Espero ter contribuído para a melhoria do manuseio, desde a produção até a venda”, destacou.

Moradora do município de Beruri, a dona de casa Nazaré Souza, 37, disse que o curso ensinou a ela técnicas que a incentivaram a montar o próprio negócio. “Meus pais têm um sítio em uma comunidade chamada Castanha. Lá eles plantam frutas na roça, e quero comercializar na cidade. Além disso, quero ensinar a eles tudo que aprendi aqui. Agradeço imensamente pelo apoio dado neste curso”, frisou.

 Software – Ao final, de acordo com o mestre, os participantes receberam orientações sobre o uso de um software que facilitará a vida do produtor rural. Com linguagem simples, o programa irá ajudar na tomada de decisões e facilitará o dia a dia do agricultor no campo.

*Com informações da assessoria