Aquecimento


Circuito VIP de Carnaval movimentou quase R$ 7 mi durante folia

A cadeia produtiva dos blocos envolveu confecção de abadás, fantasias, brindes, receptivos, venda de acessórios, de comida e bebida, transporte executivo, áudio e vídeo, estrutura física, segurança, entre outros.

Os três blocos juntos receberam cerca de 170 mil brincantes em três noites.
Os três blocos juntos receberam cerca de 170 mil brincantes em três noites. | Foto: Divulgação

Manaus (AM) - Os blocos do “Axerito”, “Vieiralves” e “P10” que aconteceram pela primeira vez na área do estacionamento da Unicenter Nilton Lins, no bairro Parque das Laranjeiras (Zona Centro-sul), arrastaram mais de 55 mil pessoas em cada bloco, superando o público do ano passado, que juntos, na edição 2020, receberam aproximadamente 170 mil brincantes.

O Carnaval não é apenas um bom feriado para esquecer os problemas, livre do estresse do trabalho e das atividades do cotidiano. Esta data também é uma das mais impactantes para o Amazonas, responsável por movimentar a economia, influenciando positivamente no cenário financeiro da capital amazonense. 

Segundo Kleber Romão, CEO da Smart Bureau Comunicação e entretenimento, estima-se que os três blocos movimentaram uma receita aproximada de R$ 6,8 milhões na economia local.

“O lado econômico foi muito movimentado com as bandas e blocos de Carnaval, aquecendo todos os nichos de comércio e mercado. Em um bloco como o do Axerito, Vieiralves e P10, por exemplo, a cadeia produtiva envolveu motoristas de aplicativos, frentistas, confecção de abadás, fantasias e brindes dos eventos, receptivos, a venda de acessórios, fantasia e vestuário, os comerciantes de comida e bebida, transporte executivo, empresa de áudio, vídeo, estrutura física, segurança, entre outras. Nós calculamos que em dois meses de produção de eventos de Carnaval, são movimentados em torno de R$ 70 milhões, valor que muitas empresas não conseguem arrecadar em um ano de atividade”, observa Kléber Romão.

Com o sucesso de público do Circuito VIP de Carnaval, Kleber confirmou que a edição do ano que vem será melhor e com uma estrutura ainda maior, com capacidade para superar os números deste ano.


Com informações da assessoria