Fonte: OpenWeather

    Alta do Dólar


    Dólar sobe pelo 12° dia consecutivo e opera a R$ 4,61

    Real virou moeda que mais se desvalorizou no mundo em 2020

    Desde o começo do ano, o dólar acumula valorização de 14,15% | Foto: Divulgação

    Em alta histórica pela 12° sessão consecutiva, o dólar opera a R$ 4,61 nesta quinta-feira (5), batendo recorde nominal desde a criação do real. Em meio a momento tenso no mercado financeiro do Brasil ao receio de uma recessão global provocada pelo novo coronavírus, O Banco Central intervêm, mas não conseguem segurar cotação.

    Desde o começo do ano, o dólar acumula valorização de 14,15%. O mercado foi influenciado pela queda repentina dos juros pelo Federal Reserve (Fed), Banco Central norte-americano, que pode interferir nos juros básicos brasileiros, forçando novas reduções da taxa Selic (juros básicos da economia).

    Na última quarta-feira (4), o real tornou-se a moeda que mais se desvalorizou no mundo em 2020, dia que o dólar encerrou a sessão em alta de 1,51%, a R$ 4,5790.

     Nesta terça-feira (3) à noite, o Banco Central emitiu comunicado informando que comparará qual efeito prevalecerá sobre a inflação: a desaceleração da economia global provocada pelo coronavírus e a deterioração dos ativos financeiros (alta do dólar e queda da bolsa).

    O euro comercial também bateu recorde nominal desde a criação do real e opera a R$5,17 nesta quinta-feira, com alta de 1,12%.