Fonte: OpenWeather

    FIM ANTECIPADO


    Passageiros de cruzeiro alemão não poderão desembarcar em Manaus

    Ação de contenção ao Covid-19, a suspensão do desembarque de passageiros e tripulantes foi comunicada pelo governador Wilson Lima

    Cruzeiro Amera que chega nesta quarta (18) a Manaus, será o último da temporada, já que outros cinco já foram cancelados | Foto: Arquivo Em Tempo

    Manaus - O governador do Amazonas, Wilson Lima, usou as redes sociais para esclarecer as medidas que serão tomadas pelo Governo do Estado em relação a um cruzeiro de origem alemã previsto para atracar no Porto de Manaus nesta quarta-feira (18). De acordo com o governador, com base no Decreto Estadual n° 42.061, que determina a adoção de medidas preventivas para evitar a propagação do novo coronavírus (Covid-19), nenhum passageiro ou tripulante do navio será autorizado a desembarcar na cidade.

    Navio vai atracar no Porto de Manaus apenas para reabastecer com água potável e mantimentos
    Navio vai atracar no Porto de Manaus apenas para reabastecer com água potável e mantimentos | Foto: Steffanie SchmidtManauscult

    “Estou aqui para fazer um esclarecimento sobre a questão de um navio que está trazendo 680 turistas da Alemanha. Tem muita gente questionando se os passageiros vão descer, se o navio vai atracar aqui ou não. A minha determinação é a seguinte: ninguém vai descer em solo amazonense. Em condições normais são muito bem-vindos. Mas, diante dessa pandemia do coronavírus, nós não podemos colocar a nossa população em risco”, afirmou Wilson Lima.

    Ele destacou que o navio atracará em Manaus apenas para reabastecimento de água potável e outros mantimentos. “Eles vão atracar no nosso porto por uma questão humanitária, porque vão reabastecer a embarcação com água potável e com mantimentos para que possam retornar à sua origem, à sua terra natal, que é a Alemanha. E volto a repetir: nenhum passageiro, nenhum tripulante, vai descer em solo amazonense”, frisou o governador.

    O que diz o decreto

    O Decreto n° 42.061, assinado por Wilson Lima na segunda-feira (16/03), determina que “a autoridade portuária do Estado do Amazonas, responsável pela administração do porto de Manaus, poderá suspender as operações de atracação de cruzeiros e outras embarcações de passageiros de grande porte, nos termos dos incisos VIII e X do 1º art. 17 da Lei Federal nº 12.815, de 5 de junho de 2015”.

    Segundo a Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), o cruzeiro Amera será o último navio a aportar em Manaus na atual temporada. Outros cincos, que já estavam programados, foram cancelados.


    *Com informações da assessoria