Fonte: OpenWeather

    AGÊNCIAS BANCÁRIAS


    Bancos darão prioridade no atendimento aos públicos mais vulneráveis

    Federação representativa do setor afirmou que todos as agências bancárias associadas vão manter as suas portas abertas

    Para enfrentar o Covid-19, bancos intensificaram a higienização dos terminais de autoatendimento | Foto: Divulgação

    Manaus - A Federação dos Bancos do Brasil (Febraban) assegurou, nesta quinta-feira (19), que mesmo diante do momento de expansão do novo coronavírus (Covid-19), as agências bancárias dos seus bancos associados vão permanecer com as suas portas abertas. O atendimento aos seus clientes terá como prioridade os públicos mais vulneráveis, como o de aposentados e pensionistas. “O atendimento bancário, portanto, está garantido a todos”, disse a entidade por meio de nota.

    De acordo com a orientação do Banco Central para enfrentar as dificuldades trazidas pela pandemia de coronavírus, a Febraban disse que os bancos deverão, pontualmente e por períodos limitados de tempo, alterar horários de atendimento ou suspender serviços em agências selecionadas. A federação assegurou que os clientes serão informados adequadamente pelos canais de comunicação de cada banco. “O setor se compromete a assegurar a prestação de serviços essenciais”, afirmou a federação.

    A Febraban e os bancos recomendaram “enfaticamente a seus clientes e usuários do setor bancário que, atendendo às recomendações das autoridades sanitárias, evitem deslocar-se para as agências bancárias e deem preferência a usar produtos e serviços dos bancos por meio dos canais remotos disponíveis para a população”.

    Use o celular 

    Como solução para evitar o deslocamento desnecessário às agências bancárias, a Febraban indicou o uso do celular e internet. “Os usuários podem fazer, com segurança, pagamento de contas, consulta de saldos e extratos, transferências financeiras, agendamento de pagamentos e contratação de serviços e empréstimos, entre outros. Nos aplicativos e Internet Banking, os clientes poderão encontrar ferramentas úteis para todas as necessidades, além de ter acesso a comunicados e canais de atendimento. Os canais de atendimento por telefone também estão funcionando normalmente”.

    Para a federação, ao evitar voluntariamente ir às agências bancárias, todos colaborarão para que os bancos possam priorizar o atendimento aos grupos mais vulneráveis, protegendo todos, inclusive os bancários, com a redução do fluxo de pessoas necessária aos esforços contra a disseminação do Covid-19.

    Autoatendimento

    Em caso de urgência e necessidade, a Febraban recomenda o usa da rede de autoatendimento (ATMs), com seus 170 mil terminais espalhados em todo o país, que também está à disposição da população para saques e depósitos. “Para proteger os clientes, foi intensificada a higienização desses terminais, seguindo a orientação de aperfeiçoar e intensificar os protocolos de higienização das instalações bancárias”, afirmou a federação.


    *Com informações da assessoria