Fonte: OpenWeather

    DEFESA AGROPECUÁRIA


    Amazonas inicia vacinação contra febre aftosa em oito municípios

    Por meio da campanha Amazonas sem Febre Aftosa, Amazonas busca o status de erradicação da doença sem vacinação

    Ação envolverá 442 propriedades rurais amazonenses que totalizam 16.791 bovídeos | Foto: Tácio Melo/Secom

    Manaus - A nova etapa da campanha “Amazonas sem Febre Aftosa” inicia na próxima sexta-feira (1º) e segue até o dia 31 de maio, em oito municípios do Estado. A campanha coordenada pelo Governo do Amazonas, por meio da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) faz parte das ações de defesa sanitária, promovendo a erradicação da doença, de acordo com as diretrizes do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (Pnefa), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

    Vacina contra febre aftosa está suspensa em 13 municípios das regiões do sul e sudoeste do Amazonas
    Vacina contra febre aftosa está suspensa em 13 municípios das regiões do sul e sudoeste do Amazonas | Foto: Tácio Melo/Secom

    Nesta etapa da campanha, com a suspensão da vacina contra febre aftosa em 13 municípios das regiões do sul e sudoeste do Amazonas, apenas Barcelos, Carauari, Juruá, Novo Airão, Presidente Figueiredo, Santa Isabel do Rio Negro, São Gabriel da Cachoeira e parte de Tapauá realizarão a vacinação contra a febre aftosa em bovinos e bubalinos de todas as idades, envolvendo 442 propriedades rurais e 16.791 bovídeos.

    Der acordo com a coordenadora do Pnefa e médica veterinária da Adaf, Joelma Silva, até no ano passado, no período do mês de maio, a campanha “Amazonas sem Febre Aftosa”, ocorria em 21 municípios. Ela explica o motivo da vacinação somente nesses oito municípios.

    “O Amazonas está pleiteando juntamente com os estados do Acre e Rondônia, o status livre de febre aftosa sem vacinação em 13 municípios do Estado. Então nesta etapa, esses 13 municípios estarão com a vacinação suspensa. Portanto, estaremos realizando a campanha apenas nesses 8 municípios”, comentou Joelma.

    Dose da vacina

    As doses da vacina podem ser adquiridas em casas agropecuárias credenciadas pela Adaf ou nos escritórios do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam). O preço é de R$ 1,90 a R$ 2,10 por dose (2 ml).

    De acordo com técnicos da Adaf, os produtores rurais deverão evitar aglomerações nas lojas agropecuárias e nos escritórios do Idam para adquirir a vacina e respeitar os protocolos sanitário, em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

    A Adaf reforça, que o produtor rural é o responsável pela vacinação do seu rebanho, devendo adquirir a vacina, dentro do prazo da etapa, em uma revenda cadastrada pela Adaf e, até o dia 15 de junho deverá comparecer em uma das Unidades Locais de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsavs), da agência, em seu município, para comprovar a vacina.

    Atendimento

    Devido as medidas de enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Adaf orienta aos produtores rurais que o atendimento na Agência deverá ser agendado previamente através do WhatsApp de cada Ulsav no interior.

    *Com informações da assessoria