Fonte: OpenWeather

    Oportunidade e renda


    Vendas de bolos confeitados cresceram durante a pandemia

    O destaque são os bolos de aniversário, cujas encomendas dobraram mesmo com o isolamento social, segundo confeiteiros.

    Valéria Azevedo era uma dona de casa que aprendeu a fazer bolos sozinha, com a ajuda da internet
    Valéria Azevedo era uma dona de casa que aprendeu a fazer bolos sozinha, com a ajuda da internet | Foto: Divulgação

    Manaus – Os bolos são sempre uma das atrações principais em uma festa de aniversário. Nessa quarentena, os aniversariantes dos meses de março, abril e maio não deixaram de cantar parabéns com a presença do bolo. De acordo com confeiteiros locais, o número de encomendas dobrou nos últimos meses. Segundo eles, como as pessoas ficaram em casa, era importante ter pelo menos um bolo para comemorar a data de nascimento.

    A confeiteira autodidata Valéria Azevedo, ficou feliz com o resultado das vendas comparado ao mesmo período de 2019. Proprietária do Valéria Cakes, a confeiteira começou nos negócios há pouco mais de quatro anos. No começo era um hobbie e aprendeu tudo que sabe pela plataforma digital, Youtube. Os bolos eram apenas para a família, porém, o sabor foi ganhando clientes e se tornou o próprio negócio.

    Valéria Azevedo era uma dona de casa que aprendeu a fazer bolos sozinha, com a ajuda da internet
    Valéria Azevedo era uma dona de casa que aprendeu a fazer bolos sozinha, com a ajuda da internet | Foto: Divulgação

    “Ter um bolo bonito e saboroso, fez parte do combo dos aniversariantes durante o isolamento. No início da pandemia, foi bem devagar. Depois de uns 15 dias tudo mudou. Notei que as pessoas passaram a dar mais valor as celebrações em família. Então, montei um kit festa e passei a vender o combo. O mini bolo, mais 30 docinhos e seis cupcakes. Dupliquei as vendas”, contou a confeiteira.

    De acordo com Valéria, as encomendas campeãs são de bolos para aniversário de crianças. O favorito da garotada são os sabores de brigadeiro de leite ninho e doce de leite.

    Bolo Fit

    O delivery de bolos saudáveis também estão a todo o vapor. Carla Reis atua no ramo fitness há três anos e ficou surpresa com o avanço dos pedidos. Dona do “Bolo Fit”, a confeiteira faz bolos, sem glutén, sem lactose e sem refinados. Segundo Carla, por medo da obesidade neste período de pandemia, as pessoas passaram a comer melhor.

    Carla Reis atua no ramo fitness e acredita que a cada dia as pessoas preferem comer mais saudavelmente
    Carla Reis atua no ramo fitness e acredita que a cada dia as pessoas preferem comer mais saudavelmente | Foto: Divulgação

    “Acreditamos que por a obesidade ser um dos diagnósticos que indica pessoas para o grupo de risco em contaminação da Covid, a população preferiu se cuidar comendo gostoso e saudável nessa quarentena. Além de sobremesas, trabalhamos com bolos comuns e bolos para datas especiais, inclusive de casamento. Com isso atraímos o público Fit que treina e não gosta de sair da dieta, público com restrições, alergias e intolerâncias”, explicou Carla.

    A confeiteira relatou, ainda, que esse ramo de trabalho, tem conquistado seu espaço gradativamente. “Estamos no mercado saudável porque com o passar dos dias, as pessoas se conscientizam mais da importância em comer bem”, disse.