Comércio não essencial


Adiantamento do 13º aumenta movimento nas lojas do Centro de Manaus

Governo do Estado injetou R$ 229,4 milhões para o adiamento do benefício entre quinta (25) e sexta-feira (26)

Movimento começou a crescer nas ruas do Centro, já na sexta-feira (26) | Foto: Beatriz Araujo

Manaus - Após o adiantamento da primeira parcela do 13º salário dos servidores do Estado do Amazonas, na quinta (25) e sexta-feira (26), o comércio tradicional do Centro de Manaus registrou grande movimento na manhã deste sábado (26). Com a injeção de R$ 229,4 milhões na economia do Estado, os lojistas relataram que as expectativas são boas para este fim de semana. 

Os lojistas do Centro de Manaus identificaram alto movimento dos consumidores deste a última sexta-feira (25). Segundo o gerente de uma loja de calçados Janderson Farias, o movimento deve ser ainda maior na tarde de sábado e também no decorrer do fim de semana.

“Foi uma semana tranquila e achamos que o fim de semana seria lento. Mas, na sexta (26) nós tivemos uma surpresa. Muita gente veio comprar produtos diversos. Esperamos que durante a tarde o movimento aumente ainda mais”, ressalta.

Para a próxima semana, lojistas falam em mais promoções para melhorar as vendas
Para a próxima semana, lojistas falam em mais promoções para melhorar as vendas | Foto: Beatriz Araujo

Já para a gerente de uma loja de vestuário Jessica Rodrigues, a procura aumentou para itens juninos. Ela acredita que com a disponibilização da primeira parcela do décimo terceiro pode levar um fluxo ainda maior ao Centro.

“Com a pandemia muita gente ficou prejudicada. Agora, com o décimo terceiro e o comércio voltando à normalidade, as pessoas passaram a procurar por itens juninos para reunir a família. Muitas pessoas estão vindo em busca de blusas quadriculadas neste fim de semana, o que tem movimentado as vendas, pois já esperávamos essa busca”, analisa.

Os lojistas afirmam que tem seguido todas as recomendações de segurança e esperam que a movimento continue no decorrer da semana, principalmente com a chegada de novas promoções. 

Leia Mais: 

Auxílio emergencial cai hoje na conta de 6,5 milhões de pessoas

Dólar fecha no maior valor em um mês em dia de tensões externas