Fonte: OpenWeather

    Greve Nacional


    Venda direta de etanol pode aumentar concorrência, diz Bolsonaro

    Em junho, CNPE aprovou diretrizes para a venda direta

    Em junho, o CNPE aprovou resolução que define diretrizes para a comercialização, por produtor, de etanol hidratado combustível diretamente com revendedor varejista de combustíveis automotivos
    Em junho, o CNPE aprovou resolução que define diretrizes para a comercialização, por produtor, de etanol hidratado combustível diretamente com revendedor varejista de combustíveis automotivos | Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

    O presidente Jair Bolsonaro comentou nesta quarta-feira (1º) a aprovação de diretrizes pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), para que o etanol possa ser vendido das usinasdiretamente para os postos de combustíveis. “A venda direta de etanol pode proporcionar maior concorrência no setor e baratear o preço dos combustíveis nas bombas”, escreveu em publicação nas redes sociais.

    Em junho, o CNPE aprovou resolução que define diretrizes para a comercialização, por produtor, de etanol hidratado combustível diretamente com revendedor varejista de combustíveis automotivos e transportador-revendedor-retalhista (TRR).

    Atualmente, a norma da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) estabelece que todo combustível deve passar por empresa distribuidora antes de chegar às bombas dos postos. Em diversas ocasiões, Bolsonaro já defendeu a venda direta como forma de reduzir os preços dos combustíveis. A aprovação da resolução pelo CNPE permitirá à ANP implementar as ações para a venda direta de etanol.

    Um projeto de decreto legislativo para liberar a venda sem intermediários também está tramitando na Câmara dos Deputados. Ele foi aprovado pela Comissão de Minas e Energia no fim de 2019 e está sendo analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), para depois seguir para votação no plenário.

    Leia mais:

    Menor preço da gasolina comum em Manaus custa R$ 3,67, diz Procon-AM

    Setor de alimentos lidera aumento de preços na indústria

    Petrobras sobe pela segunda vez gasolina nas refinarias