Fonte: OpenWeather

    Produção rural


    Produção de abacaxi deve alcançar 65 milhões de frutos em 2020

    Somente na comunidade do Caramuri, uma das principais produtoras da região, devem ser colhidos 900 mil frutos neste ano

    A pandemia não prejudicou a produção que deverá ser 6,5% maior que a do ano passado | Foto: Arthur Castro/Secom

    Manaus - Sem sofrer com os efeitos da pandemia do novo coronavírus, a produção de abacaxi no Amazonas, na safra de 2020, deverá ser 6,5% maior em relação a do ano passado, de acordo com dados do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável (Idam). Enquanto em 2019 a produção das comunidades de Engenho, Novo Remanso, Macurani e adjacências, no município de Itacoatiara, foi de 61 milhões de frutos, para este ano o segmento estima 65 milhões de unidades.

    Em junho, o abacaxi produzido no Amazonas recebeu o selo de Indicação Geográfica (IG), na categoria Indicação de Procedência (IP), do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi). O reconhecimento representou um incentivo para os produtores da Associação dos Produtores de Abacaxi da Região de Novo Remanso (Encarem), que engloba produtores rurais das regiões de Vila do Engenho, em Itacoatiara, e Caramuri.

    O reconhecimento representou um incentivo para os produtores
    O reconhecimento representou um incentivo para os produtores | Foto: Encarem/Divulgação

    O produtor rural da comunidade do Caramuri, Fábio Leandro da Silva, relata que a pandemia não prejudicoU a produção na região. “Fizemos uma parceria com o governo estadual e, graças a ela, conseguimos manter a colheita mesmo em meio à pandemia da Covid-19. Agora que os casos estão diminuindo tudo está ainda melhor, pois a Feira da Manaus Moderna está voltando a funcionar e poderemos enviar nosso abacaxi para lá”, afirma.

    Com implementos e apoio técnico da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), por meio do Sistema Sepror - que abrange o Idam, a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal (Adaf) e a Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS) - somente a comunidade do Caramuri deve produzir 900 mil frutos da cultura agrícola até o final deste ano.

    A produção do abacaxi tem um grande significado social, cultural e ambiental
    A produção do abacaxi tem um grande significado social, cultural e ambiental | Foto: Ione Moreno/Arquivo

    Segundo o diretor presidente da Encarem, Daniel da Silva, a produção do abacaxi, além de agregar valor e trazer renda para a população, ainda tem um grande significado social, cultural e ambiental para a região do Novo Remanso. “Nos mantemos mesmo com a pandemia, pois essa renda viabiliza qualidade de vida para as pessoas que vivem e trabalham nas comunidades”, diz.

    Daniel explica ainda que as novas tecnologias disponibilizadas pelo Governo do Estado, como o acesso a mecanização, possibilitaram a agricultura moderna que existe na região atualmente, além de fazer com que os agricultores permaneçam no campo, evitando o êxodo rural.

    Para o ciclo de produção de 2021 no Caramuri, o volume estimado é de 1,2 milhão
    Para o ciclo de produção de 2021 no Caramuri, o volume estimado é de 1,2 milhão | Foto: Ione Moreno/Arquivo

    Os dados concedidos pelo Sistema Sepror demonstram que, para o ciclo de produção de 2021 no Caramuri, o volume estimado é de 1,2 milhão. De acordo com o produtor rural Manoel da Silva, o segmento realmente só tende a prosperar. “Os mercados vão aparecendo, o escoamento vai melhorando e a gente vai conseguindo multiplicar o plantio. Isso é positivo na comunidade e a gente agradece a Deus e ao apoio do governo, que não nos abandonou nem mesmo com a pandemia”, destaca.

    Para o titular da Sepror, Petrucio Magalhães, depois da grande conquista do selo de identificação geográfica de procedência do abacaxi de Novo Remanso, o desafio agora é o de buscar apoio para a agroindustrialização. “O governo estadual já tem programas voltados para agregação de valor do fruto, mas esperamos que outros consumidores, de preferência de fora do Amazonas e possam também consumir o nosso abacaxi”, salienta.

    Nesta semana, as feiras de Manaus serão abastecidas com a produção
    Nesta semana, as feiras de Manaus serão abastecidas com a produção | Foto: Arquivo EM TEMPO

    Nesta semana, os mercados e feiras de Manaus, assim como do estado de Roraima, serão abastecidos com a produção da comunidade do Caramuri. A colheita está sendo realizada para que o produto seja, posteriormente, embarcado nos caminhões até os centros consumidores.

    Veja mais:

    Com selo IG, abacaxi do Novo Remanso é sustento de produtores do AM

    Produção de milho verde registra crescimento de 42% no Amazonas

    Sepror realiza pagamento à agricultores familiares do interior do AM