Fonte: OpenWeather

    Fiscalização


    Mais12 lojas de construção são fiscalizadas por preços abusivos no AM

    O Procon já fiscalizou 33 estabelecimentos essa semana com a reclamação de preços abusivos de matérias de construção podem ser autuados com multas que podem chegar em R$ 3 milhões

    Mais 12 lojas de materiais de construção em Manaus foram notificadas pelo Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-AM) nesta sexta-feira (17).
    Mais 12 lojas de materiais de construção em Manaus foram notificadas pelo Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-AM) nesta sexta-feira (17). | Foto: João Pedro Sales/Procon-AM

    Manaus- Mais 12 lojas de materiais de construção em Manaus foram notificadas pelo Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-AM) nesta sexta-feira (17). Subindo para 33 o número de estabelecimentos notificados nesta semana. O objetivo é verificar os valores do tijolo e do cimento, que têm sido alvos de muitas denúncias nos canais de atendimento do órgão no mês de julho. Foram visitadas lojas nos bairros Parque Dez, Parque Riachuelo, Parque das Laranjeiras, Santa Etelvina e Nova Cidade.

    Os estabelecimentos deverão entregar, em até 48 horas, a partir da data de notificação, informações sobre os preços praticados desde março deste ano, quando foi decretada a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Caso sejam constatadas irregularidades nos locais fiscalizados, eles serão autuados com multas que podem chegar a R$ 3 milhões.

    “Continuamos nas ruas verificando os preços, atendendo a demanda da população. Vamos chegar ao responsável pelo desequilíbrio nessa relação de consumo e puni-lo. O consumidor é prejudicado com esse aumento, e consequentemente, o mercado da construção civil, que gera emprego e renda, também fica prejudicado”, afirma o diretor-presidente do Procon-AM, Jalil Fraxe.

    Contatos -  O Procon-AM já retomou os atendimentos presenciais, que ocorrem apenas mediante agendamento pelo (92) 3215-4009. Os consumidores podem fazer reclamações também pelos números 0800 092 1512, (92) 3215-4012, 3215-4015 e pelos e-mails [email protected] e [email protected]

    Leia mais:

    Disparidade do preço do material de construção é de até 100% em Manaus 

    Materiais de construção tiveram alta de preços durante a pandemia

    Lojas de material de construção notificadas por abuso de preço no AM