Fonte: OpenWeather

    Economia


    Setor primário do AM ganha estímulo para crescimento com crédito rural

    Apoio às práticas no setor primário movimentará a economia do Amazonas

    O volume de projetos elaborados por técnicos do Idam no município, de janeiro a junho, contabilizou mais de R$ 1,7 milhão na linha Pronaf
    O volume de projetos elaborados por técnicos do Idam no município, de janeiro a junho, contabilizou mais de R$ 1,7 milhão na linha Pronaf | Foto: Arlesson Sicsu

    Manaus - Mais de R$ 660 mil em crédito rural para investimento em atividades agropecuárias foram financiados por produtores rurais de Novo Remanso, Distrito de Itacoatiara, por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura familiar (Pronaf), no primeiro semestre deste ano. 

    A iniciativa do Governo do Estado, por meio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), em parceria com o Banco da Amazônia, vai apoiar as práticas de campo nos cultivos de abacaxi, cupuaçu e maracujá, e na atividade de pecuária.

    O volume de projetos elaborados por técnicos do Idam no município, de janeiro a junho, contabilizou mais de R$ 1,7 milhão na linha Pronaf Mais Alimentos. Desse total, R$ 668.019,23 já foram aprovados, e o restante segue em análise pelo agente financeiro. 

    De acordo com o gerente do Idam em Novo Remanso, Luciano Lobo, a expectativa é que, até o mês de agosto, as outras propostas de crédito sejam aprovadas.

    “O Idam de Novo Remanso tem acompanhado de perto os agricultores familiares, produtores rurais, pescadores artesanais, indígenas e extrativistas na elaboração e acompanhamento dos projetos de crédito rural. Essa assistência é necessária para que toda a documentação esteja apta no momento da contratação e assim possamos obter bons resultados”, destacou.

    Os projetos já contratados foram para investimentos na aquisição de máquinas e implementos (um trator agrícola e um caminhão-baú), que irão facilitar no transporte e colheita dos alimentos, assim como no investimento em custeio para as despesas com insumos agrícolas e manutenção da cultura.

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais:

    Wilson Lima levanta debate para recuperação econômica do AM

    Produtores do AM compram 1,3 toneladas de milho mais barato

    Empresa do AM deverá tomar medidas após contágios por Covid-19