Economia


Teve a conta do auxílio emergencial bloqueada? Caixa dá orientações

Mais de 1 milhão de pessoas tiveram acesso suspenso por suspeita de fraude no recebimento do benefício

Mais de 1 milhão de CPFs foram denunciados pelo banco
Mais de 1 milhão de CPFs foram denunciados pelo banco | Foto: Divulgação

Usuários do Caixa Tem, usado no recebimento do auxílio emergencial, que tiveram contas bloqueadas preventivamente por inconsistência cadastral poderão realizar o envio de documentos por meio do aplicativo para realizar o desbloqueio em até 24 horas. A plataforma apresentará as orientações necessárias que o beneficiário deverá seguir.

Se a conta foi bloqueada por suspeita de fraude, o usuário deverá ir a uma agência da Caixa para regularizar o acesso de acordo com calendário escalonado por mês de aniversário. O objetivo é evitar filas nas agências e aglomerações.

Mais de 1 milhão de CPFs foram denunciados pelo banco. Qualquer indício de ilegalidade será informado à Polícia Federal e o pagamento ficará suspenso.

Pedro Guimarães, presidente da Caixa, revelou que inúmeros cadastros do benefício haviam sido bloqueados por suspeita de fraude. A instituição financeira constatou que hackers se aproveitaram de uma brecha no sistema, durante dez dias no mês de maio, para criar contas falsas e ter acesso ao auxílio.

Segundo ele, os invasores já foram identificados e suspensos, mas "algumas pessoas são pessoas honestas que foram penalizadas porque, para salvar o dinheiro público, nós fizemos uma medida que foi um pouco mais forte".