Imposto de Renda


Amazonenses receberão R$ 63 mi do quarto lote do IR no dia 31

Receita Federal abriu consulta ao quarto lote que beneficiará mais de 43 mil contribuintes do Amazonas

Restituição ajudará o Amazonas na recuperação, principalmente do setor de serviços
Restituição ajudará o Amazonas na recuperação, principalmente do setor de serviços | Foto: Divulgação

Manaus - No próximo dia 31 de agosto, 43.354 mil contribuintes amazonenses vão receber o valor suas restituições do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), que somam mais R$ 63,5 milhões. A Receita Federal do Amazonas abriu consulta para o quarto lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), nesta segunda-feira (24). Segundo economistas, o recurso pode melhorar a situação econômica no Estado, uma vez que pode ser utilizado no pagamento de dívidas e também aplicado no consumo.

Segundo a Receita Federal do Amazonas, enquanto o estado receberá o valor total de R$ 63.505.665,83, na 2ª Região Fiscal, composta pelos estados do Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia e Roraima, 174.859 contribuintes terão direito a créditos no valor total de R$ 250.724.039,31.

De acordo com o economista Ailson Rezende, com a retomada gradual das atividades econômicas e após a redução dos casos de contaminação e de mortes causadas pela Covid-19, no Amazonas, este recurso deve ser utilizado para pagamentos de dívidas e aplicação no consumo, ajudando a melhorar a situação dos segmentos mais afetados pela pandemia na região.

“Os setores que mais sofreram o impacto da pandemia foram os de serviço, especialmente, os que tinham relação com aglomeração de pessoas. Entre os mais atingidos estão economia criativa e cultura, cuidados pessoais de higiene e beleza, turismo, esportes, escolas e igrejas”, explica o economista.

Restituição ajudará o Amazonas na recuperação, principalmente do setor de serviços
Restituição ajudará o Amazonas na recuperação, principalmente do setor de serviços | Foto: Divulgação

Rezende também ressalta que a liberação deste recurso financeiro, aliada aos números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), de julho de 2020, onde o Amazonas criou mais empregos formais que o Estado de São Paulo, vem reforçar a retomada do crescimento econômico, reduzindo as perdas geradas pelo isolamento social imposto pela Covid-19.

Nacionalmente

O crédito bancário para 4.479.172 contribuintes, em todo o país, será realizado no dia 31 de agosto, totalizando o valor de R$5,7 bilhões. Desse total, R$ 248.630.681,67 referem-se ao quantitativo de contribuintes que têm prioridade legal, sendo 6.633 contribuintes idosos acima de 80 anos, 36.155 contribuintes entre 60 e 79 anos, 4.308 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e 17.787 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Foram contemplados ainda 4.414.289 contribuintes não prioritários que entregaram a declaração até o dia 19 de junho.

Como proceder

Segundo o órgão responsável, para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita Federal na Internet. Na consulta à página da Receita, no Portal e-CAC, é possível acessar o serviço Meu Imposto de Renda e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

Página da Receita Federal na Internet
Página da Receita Federal na Internet | Foto: Reprodução/Internet

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com ele é possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da Internet, mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no Portal e-CAC, no serviço Meu Imposto de Renda.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do BB ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer.

Veja mais:

Mais de 43 mil terão direito ao 4º lote do IRPF 2020 no Amazonas

Imposto sobre grandes fortunas ajudaria a recupera a economia

R$ 5 bilhões em restituição de Imposto de Renda são pagos nesta sexta