Auxílio emergencial


Veja se receberá R$ 300 ou ficará de fora das novas parcelas

Segundo estimativas do Ministério da Cidadania, seis milhões de pessoas não vão receber as novas parcelas do auxílio emergencial

| Foto: Divulgação

Seis milhões de pessoas não vão receber as novas parcelas do auxílio emergencial, segundo estimativas do Ministério da Cidadania. O corte se deve à redução do valor e à fixação de critérios mais rígidos previstos na Medida Provisória (MP) 1.000/2020, editada no início de setembro, que prorrogou o benefício até o fim do ano. O objetivo é evitar fraudes, de acordo com recomendações do Tribunal de Contas da União (TCU).

Quem ficará de fora?

Ficarão de fora trabalhadores que conseguiram emprego com carteira assinada, por exemplo, e pessoas que tenham patrimônio e renda incompatível com o corte adotado para a concessão do benefício.

A Receita Federal vai reforçar o cruzamento de dados, com as informações dos declarantes do Imposto de Renda (IR) para aferir o rendimento total da família.

Quem começou a receber o auxílio em agosto vai ter direito às cinco parcelas?

Com os critérios mais rígidos na nova fase do pagamento, nem todas as pessoas que já receberam as parcelas ganharão o auxílio emergencial residual de R$ 300. Além disso, o pagamento se encerrá em 30 de dezembro. Ou seja, quem não conseguiu passar na análises a tempo poderá ficar sem ganhar o benefício.

O calendário para quem não recebe o Bolsa Família será divulgado quando? 

O calendário de pagamento das parcelas de R$ 300 para os demais trabalhadores, sem ser beneficiários do Bolsa Família, ainda será divulgado e deverá começar ainda em setembro, com crédito em conta poupança social digital.

Quanto custa o auxílio para o governo? 

O governo estima uma economia de R$ 22,8 bilhões até dezembro. Até agora, já foram desembolsados R$ 212,7 bilhões para 67,2 milhões de beneficiários. O gasto total está projetado em R$ 322 bilhões.

O Ministério da Cidadania informou que as medidas mais restritivas têm o objetivo de direcionar o programa a quem realmente precisa. Nas auditorias, o Tribunal de Contas da União (TCU) identificou pagamento indevidos a militares, servidores públicos e pessoas de classe média.

Leia mais: 

Saiba se você receberá R$ 300 ou 600 nas próximas parcelas do auxílio

FGTS, PIS e auxílio de R$600: O que receber? Veja a lista atualizada

Nasceu em junho? Caixa paga hoje 5º parcela do auxílio emergencial