Fonte: OpenWeather

    Crescimento


    Shoppings adotam vendas on-line como estratégia para combater crise

    No Sumaúma Park Shopping, por exemplo, as vendas cresceram 20% no mês de setembro

    No mês de junho,  houve um aumento de fluxo de 322,86% nas lojas físicas no Norte do País
    No mês de junho, houve um aumento de fluxo de 322,86% nas lojas físicas no Norte do País | Foto: Reprodução Internet

    Manaus – Com o fechamento dos shoppings em decorrência da Covid-19, lojas perderam produtos e ficaram no prejuízo durante o pico da pandemia em Manaus. No entanto, houve um aumento de fluxo de 322,86% nas lojas físicas no Norte do País, no mês de junho, se comparado com os meses de abril e maio, segundo uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC). Lojistas têm utilizado as vendas on-line como meio de recuperação.

    O estudo, realizado em parceria com outros órgãos, ainda registrou um crescimento de 126% nos shoppings do Brasil, em junho, se comparado com o mês de maio. Apesar de não estar em crise, em junho de 2019, a movimentação das vendas caiu para 75,94% em shoppings e 70,94% nas lojas físicas.

    O saldo positivo tem sido notado em shoppings centers de Manaus, como o Sumaúma Park Shopping, na Zona Norte, por exemplo. “Desde a reabertura, temos crescimento de vendas.  Em setembro deste ano, tivemos 20% de crescimento de vendas no shopping em relação ao mesmo período do ano anterior. O retorno da atividade econômica foi muito importante. Nos meses em que as lojas estiveram fechadas, a maioria dos lojistas não pôde crescer.  No entanto, com a reabertura, o crescimento em vendas superou expetativas com a previsão de fechar o ano de forma muito positiva”, declarou a assessoria.

    Segundo a assessoria do Sumaúma, a reabertura aconteceu em ciclos. A partir da segunda quinzena de junho, para alguns segmentos, e desde agosto para todos, retornando com o funcionamento normal. “Todas as lojas reabriram. Foi um número muito baixo que não retornou após o fechamento, mais as que já estavam com suas operações não saudáveis. Por outro lado, na reabertura, vivenciamos uma forte retornada comercial e a chegada de novas operações que vieram a somar o mix do shopping, também tivemos a expansão de marcas importantes”, confirmou em nota.

    O shopping possui 180 lojas e tem apostado na divulgação on-line, por meio das redes sociais, como estratégia para atrair os clientes com diferentes produtos afim de agradar diversos estilos. Sobre as vendas do Natal, as expectativas são altas. “Estamos otimistas com as vendas do final do ano”, disse a assessoria.  

    Sobre essa estratégia de vendas, o presidente em exercício da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio/AM), Aderson Frota, alegou que as vendas on-line devem ser uma realidade diante da pandemia. “Mesmo que a pandemia seja domada, vamos continuar com hábitos incorporados, como o uso da máscara e do álcool em gel. Da mesma forma, as empresas vão ter que adotar outras estratégias de venda e abordagem ao cliente. Essas adequações são necessárias nos dias de hoje”, explicou.


    Leia mais:

    Shopping sedia exposição em comemoração ao aniversário de Manaus

    Brechó beneficente é realizado no Millenium Shopping

    Pandemia pode reduzir oferta de vagas temporárias no natal, diz CNC