Fonte: OpenWeather

    Economia


    PIB do Amazonas supera a marca de R$ 59 bilhões

    De acordo com os estudos IBGE-Seplan, a economia do Amazonas continua ancorada – foto: Ione Moreno

    Indústria e setor agrícola amazonense impulsionaram o crescimento de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) no ano de 2010 e favoreceram o alcance de uma riqueza no valor de R$ 59,78 bilhões, de acordo com estudos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico (Seplan).

    Com o resultado alcançado, o Estado saiu da 15ª posição no ranking das economias estaduais para 14ª no ranking do país, ultrapassando o Estado do Mato Grosso. Em 2009, a soma de todas as riquezas produzidas somou R$ 49,61 bilhões.

    Já a soma dos salários de toda a população dividida pelo número de habitantes — o chamado PIB per capita do Estado — é de R$ 17.174, o que representa uma elevação de 17,5% na comparação entre 2010 e 2009.

    Nos últimos 8 anos, o Amazonas foi o sétimo Estado que mais acumulou volume de crescimento na economia brasileira, com uma média de crescimento de 5,5% ao ano, acima da média do Brasil que é de 4% ao ano, no período de 2002 a 2010.

    A indústria de transformação aumentou, em 2010, 16,3%, o avanço de dois dígitos foi resultado do perfil generalizado de crescimento dos setores, que atingiu dez dos 11 segmentos, com destaque para as contribuições positivas vindas de material eletrônico e equipamentos de comunicações (18,4%), alimentos e bebidas (16,4%) e outros equipamentos de transporte (18,9%).

    De acordo com os estudos IBGE-Seplan, a economia do Amazonas continua ancorada basicamente em cinco municípios, Manaus, Coari, Itacoatiara, Manacapuru e Parintins.

    Além de Manaus, com as atividades do Polo Industrial de Manaus, destacam-se a indústria de transporte aquaviário com o transporte e embarque de soja vinda de Mato Grosso pela hidrovia do rio Madeira, em Itacoatiara.

    Em Coari, a atividade econômica é centrada na exploração de petróleo e gás. O segmento de serviços na área de construção civil responde pelo bom desempenho de Manacapuru. Em Parintins, a indústria de turismo e serviços garante a boa performance da economia no município.

    No setor agropecuário, os cinco municípios com melhor desempenho são Parintins, Itacoatiara, Mancapuru, Presidente Figueiredo e Manicoré. Na área de pecuária, os destaques são Manaus (criação de aves), Lábrea (bovinos), Parintins (bovino), Apuí (bovinos e suínos) e Humaitá (bovinos).