Emprego e renda


‘Prefeitura é a segunda maior geradora de emprego e renda’, diz Arthur

Com quase 40 mil servidores públicos e milhares de postos de trabalhos criados indiretamente, a Prefeitura está atrás apenas do Polo Industrial de Manaus (PIM)

O desenvolvimento econômico provocado pela Prefeitura de Manaus acontece por meio de programas de infraestrutura, mobilidade urbana e de habitação
O desenvolvimento econômico provocado pela Prefeitura de Manaus acontece por meio de programas de infraestrutura, mobilidade urbana e de habitação | Foto: Mário Oliveira/Semcom

Manaus - A Prefeitura de Manaus é o segundo maior indutor de emprego e renda na capital amazonense, garante o prefeito Arthur Virgílio Neto, independentemente do fluxo econômico, que movimenta um orçamento anual de mais de R$ 6 bilhões.

A geração das frentes de trabalho e receita vem por meio de contratações diretas de quase 40 mil servidores públicos e milhares de postos de trabalhos criados indiretamente por meio de obras, ações, programas e projetos municipais. Com isso, a prefeitura está atrás apenas do Polo Industrial de Manaus (PIM), que possui mais de 500 empresas que mobilizam aproximadamente 100 mil empregos.

“Essa posição de segundo maior indutor de emprego e renda na cidade implica grande responsabilidade. Só uma empresa pequena, que está no nosso complexo do Manoa, por exemplo, tem centenas de pessoas trabalhando e por onde se anda tem obra da prefeitura. Temos que sustentar essas pessoas em pé e fazemos isso pelo emprego, que é o ideal. A prefeitura ajuda com um percentual muito grande a economia do Estado do Amazonas, com os efeitos diretos e indiretos dos trabalhos que nós fazemos”, avaliou Arthur Neto.

O desenvolvimento econômico provocado pela Prefeitura de Manaus acontece por meio de programas de infraestrutura, mobilidade urbana e de habitação, que provocam uma forte demanda por mão de obra, principalmente no setor da construção civil; por aquisição de insumos, para o custeio de serviços básicos, que movimenta os setores do comércio e de serviços.

Os programas de infraestrutura provocam forte demanda por mão de obra
Os programas de infraestrutura provocam forte demanda por mão de obra | Foto: Mário Oliveira/Semcom

Esse crescimento econômico também passa pelas políticas públicas desenvolvidas pela Prefeitura de Manaus, que fortalecem os ambientes de negócios. A mudança de perfil da antiga Secretaria do Trabalho, que deu lugar à Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), que abandonou a postura de órgão corporativo e de representação e mediação de classe, para se tornar, efetivamente, agente de planejamento e gestão de políticas públicas, para a empregabilidade e empreendedorismo é um exemplo disso, pois, atua em busca do desenvolvimento econômico e social do município.

“Tenho convicção do poder empreendedor da nossa cidade, por isso, também incentivamos nossos jovens a começarem seus próprios negócios e a tornarem-se referência da nossa economia. Dois exemplos que vamos deixar para a cidade dar esse grande passo para a Economia 4.0 são as obras do Centro de Cooperação da Cidade (CCC) e o Casarão da Inovação Cassina, no Centro Histórico de Manaus”, explica o prefeito.

Além disso, como fomentador da economia local, a Prefeitura tem iniciativas, cujo direcionamento é de promoção e infraestrutura do turismo; formação e qualificação de mão de obra; inclusão social e fortalecimento da economia solidária. Segundo o prefeito, todas as medidas visam tornar a cidade mais competitiva e facilitar a geração e abertura de novos negócios e novas empresas, atuando em conjunto com sociedade civil em busca de mecanismos para organizar e favorecer o ambiente de novos negócios.

Além disso, a Prefeitura tem iniciativas, cujo direcionamento é de promoção e infraestrutura do turismo
Além disso, a Prefeitura tem iniciativas, cujo direcionamento é de promoção e infraestrutura do turismo | Foto: Mário Oliveira/Semcom

“Tornou-se urgente a incorporação dos aspectos inovadores da economia, para a prestação de serviços e do atendimento ao cidadão, garantindo participação popular, transparência e controle social nas políticas públicas. Manaus, na minha gestão, vem se preparando para isso, tornando-se uma Cidade Inteligente, conectada em seus serviços. Com a implantação de um moderno data center, cérebro tecnológico da transformação, foram automatizados serviços em setores da economia e diminuídas as burocracias”, enfatizou Arthur.

Outras medidas adotadas na gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto são a atualização e modernização do Plano Diretor Urbano e Ambiental de Manaus. Houve aperfeiçoamento da legislação, para simplificar e desembaraçar processos de licenciamento, que facilitaram a vida de microempresas e empresas de pequeno porte, além de Microempreendedores Individuais (MEI). “A inovação dos sistemas é, em grande parte, responsável pela conquista do equilíbrio financeiro do município, pois permitiu a modernização na arrecadação de tributos e maior controle dos gastos públicos”, destacou o prefeito.

As concessionárias de serviços públicos, como a de saneamento e abastecimento de água, iluminação pública e transporte, também absorvem considerável força de mão de obra, somando-se aos esforços do município em um efervescente ciclo virtuoso com impacto direto na arrecadação de tributos municipais, que se manteve em crescimento, mesmo em meio à maior crise econômica enfrentada pelo país, devido a pandemia da Covid-19.

Educação

Para o prefeito Arthur Neto, a educação é o maior passaporte para a prosperidade e geração de postos de trabalho. Para isso, a prefeitura não mediu esforços com o objetivo de fortalecer o ensino infantil e fundamental, que estão entre os melhores do país. Além disso, programas de socioinclusão do município, como o Bolsa Universidade, o Bolsa Pós-graduação e o Bolsa Idiomas, contemplaram mais de 260,2 mil estudantes na atual gestão.

“Esses programas são um êxito, uma conquista. Estamos indo muito bem no ensino fundamental e infantil, na elite da educação do país. É uma vitória muito grande para a educação, necessária para gerar bons salários, bons empregos e até formar bons empreendedores, que vão depois, empregar pessoas e, portanto, gerar muitos empregos e um efeito econômico positivo, que beneficia inclusive os cofres da prefeitura”, finalizou.

Turismo e eventos

Além disso, inclui-se ainda o histórico indicador de potencialidade turística da cidade de Manaus, cuja expertise para realização de grandes eventos culturais e esportivos já foi testada e comprovada com a realização de eventos mundiais Copa do Mundo Fifa 2014, Olimpíadas 2016 e, anualmente, o Réveillon da cidade e o evento multicultural Passo a Paço, além do Boi Manaus e do Carnaval, todos incluídos no calendário anual de eventos de Manaus.

Veja mais:

Saldo de empregos formais cresceu 195% no 3º trimestre no AM

Prefeitura oferta 12 vagas de emprego para esta sexta (6)

IBGE aponta que 5,7 mi de brasileiros desistiram de procurar emprego