Agricultura


Com novos servidores, assistência técnica ao produtor ganha reforço

Com posse dos aprovados no concurso do Idam, mais de 59 mil agricultores familiares e produtores rurais serão atendidos

Foram empossados 122 novos servidores que passam a fazer parte do quadro efetivo do Instituto
Foram empossados 122 novos servidores que passam a fazer parte do quadro efetivo do Instituto | Foto: Divulgação

Manaus - Com a nomeação e posse dos aprovados no concurso do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), a equipe técnica será reforçada e a previsão para 2021 é atender mais de 59 mil agricultores familiares e produtores rurais em todo o Amazonas.

Na quinta-feira (19/11), foram empossados 122 novos servidores que passam a fazer parte do quadro efetivo do Instituto. Até o dia 17 de dezembro, todos os 227 nomeados deverão tomar posse nos cargos.

Desse total, 179 são técnicos de campo que irão atuar nas áreas agropecuária, florestal e pesqueira, que representam importantes atividades desenvolvidas no Amazonas e são responsáveis pelo desenvolvimento econômico e social de famílias rurais.  

A presença desses novos profissionais no campo vai reforçar o acompanhamento técnico ao micro e pequeno produtor que precisa melhorar sua estrutura de produção, ter acesso aos programas de comercialização, a novas tecnologias utilizadas e outras políticas públicas que geram oportunidades para quem trabalha na produção de alimentos.

De acordo com o diretor-presidente do Idam, Valdenor Cardoso, o próximo passo será capacitar esses novos profissionais para atender com eficiência o produtor que procura os serviços do Idam.

“O Idam já está organizando uma capacitação de nivelamento, pré-serviço e formação para esses efetivos. Precisamos ajustar o sistema de produção dos agricultores familiares e produtores patronais. O foco é melhorar a qualidade do produto, a padronização e o custo de produção visando maior competitividade no mercado”, disse Cardoso. 

Sustentabilidade

Uma das diretrizes do Idam é incentivar o aumento da produção aliado à conservação ambiental. Para isso, os novos técnicos de campo irão receber capacitação em Gestão Ambiental, Sistemas Produtivos e Produção Sustentável. Assim como, conhecimentos específicos sobre o Cadastro Ambiental Rural (CAR) e Plano de Recuperação de Área Degradada (PRAD).

A iniciativa será realizada em parceria com o Governo da Alemanha, através da Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ), e com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Segundo o diretor-presidente do Idam, a capacitação dos novos profissionais é uma determinação do governador do Amazonas, Wilson Lima, para que seja possível levar informação técnica aos produtores e fomentar a produtividade em áreas já manejadas.

“O Idam tem trabalhado apenas em áreas antropizadas, aquelas já utilizadas pela agricultura familiar. E o uso de tecnologias como a mecanização agrícola tem oportunizado o aumento da produção por hectare sem precisar desmatar novas áreas. Além disso, também tem orientado o produtor que apresenta áreas com passivo ambiental sobre como regularizar a propriedade”, destacou o governador.

A região sul do Amazonas é uma das localidades em que o Idam irá intensificar o ordenamento ambiental e incentivar atividades que promovam a sustentabilidade. A capacitação vai contar com especialistas da Embrapa em áreas de reflorestamento e manejo de pastagem.

O Idam também está articulando com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) sobre a possibilidade de cursos de especialização em agronegócio e gestão ambiental.

*Com informações da assessoria

Veja mais:

Nomeados do concurso do Idam devem entregar documentos para posse até

Concursados do Idam tomam posse no Amazonas

Governo do AM já convocou mais de 5 mil concursados