Fonte: OpenWeather

    Superávit


    Balança comercial fecha 2020 com superávit de US$ 50,9 bilhões

    Exportação caiu 6,1% e importação foi 9,7% menor na comparação com 2019, segundo dados do Ministério da Economia

     

    O superávit é registrado quando as exportações superam as importações
    O superávit é registrado quando as exportações superam as importações | Foto: Reprodução

    Brasília - A balança comercial brasileira registrou superávit de U$ 50,995 bilhões em 2020, informou o Ministério da Economia nesta segunda-feira (4). O valor é superior ao saldo de 2019, quando a balança teve superávit de US$ 48,036 bilhões.

    No somatório do ano, as exportações atingiram US$ 209,921 bilhões e as importações, US$ 158,926 bilhões. Considerando a média diária, o Brasil exportou 6,1% a menos em 2020 na comparação com 2019, e registrou importações 9,7% menores no período.

    O superávit é registrado quando as exportações superam as importações. Quando ocorre o contrário, é registrado déficit comercial. Em dezembro, a balança brasileira registrou déficit de US$ 42 milhões, o que influenciou negativamente no resultado do ano. As exportações somaram US$ 18,365 bilhões e as importações US$ 18,407 bilhões.

    Quando se leva em consideração a média por dia útil, as exportações de dezembro registraram queda de 5,3% em relação à dezembro de 2019, já as importações apresentaram alta de 39,9%.

    Dados de dezembro

    No mês de dezembro, houve queda de 21,4% nas exportações do setor agropecuário e queda de 8,8% nas vendas da indústria extrativa. Já na venda de produtos da indústria de transformação, houve aumento de 0,9%.

    Com relação aos produtos agropecuários, o destaque negativo foi a queda de 91,7% na venda de soja. Na indústria extrativa, a maior queda foi na venda de óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos crus – o recuo foi de 57,1%.

    Já com relação às importações, houve queda de 9,3% na compra de produtos da indústria agropecuária e de 52,8% nas importações da indústria extrativa. A compra de produtos da indústria de transformação aumentou 49,6%.

    Dados de 2020

    Em todo o ano de 2020, houve um aumento de 6% na exportação de produtos agropecuários. As vendas da indústria extrativa, no entanto, caíram 11,3% e as exportações de produtos da indústria de transformação diminuíram 2,7%.

    Com relação às importações, houve queda na compra de produtos de todos os setores. As importações da indústria extrativa caíram 41,2%, a compra de produtos da indústria de transformação caiu 7,7% e as importações agropecuárias diminuíram 3,9%.

    Expectativas para 2021

    Segundo o secretário de Comércio Exterior do Ministério da Economia, Lucas Ferraz, o governo prevê nova alta no saldo superavitário da balança comercial para os próximos 12 meses. A previsão é de um superávit de US$ 53 bilhões em 2021.

    Exportações em 2021: US$ 221,1 bilhões, alta de 5,3%Importações em 2021: US$ 168,1 bilhões, alta de 5,8%Saldo da balança comercial: US$ 53 bilhões, alta de 3,9%Corrente de comércio: US$ 389,2 bilhões, alta de 5,5%.

    *Com informações de Laís Lis, do G1

    Veja mais:

    No Amazonas, volume de exportações apresenta maior alta em seis anos

    Amazonas registra maior alta em exportações desde 2014

    Brasil produzirá 265,9 milhões de toneladas de grãos, avalia Conab