Fonte: OpenWeather

    PETROBRÁS


    Gasolina vai a R$ 5,29 no AM e consumidores lamentam novo preço

    Com reajuste da Petrobras, preço dos combustíveis teve alta e manauaras sentiram no bolso, neste sábado (27)

     

    A alta nos preços afetou o bolso dos consumidores
    A alta nos preços afetou o bolso dos consumidores | Foto: Matheus Castro/G1

    Manaus - Consumidores de Manaus se depararam com a alta dos preços dos combustíveis nos postos de gasolina, neste sábado (27), após novo reajuste da Petrobras. O valor do litro da gasolina já ultrapassa os R$ 5,29 em diversos postos da cidade. O diesel também teve alta, chegando a R$ 4,59, com variações. 

    Para o vendedor Mário Viana, 42, a alta no preço da gasolina foi mais uma preocupação a ser somada. O vendedor afirmou que o aumento afeta muitos trabalhadores, assim como ele, dinheiro que pesa no bolso do consumidor.

    "A gente já tem tantos problemas, aí aparece mais um. Um absurdo isso, a gente ter que pagar tão caro assim. As pessoas precisam pagar porque trabalham com o veículo, com o carro, a moto, mas é um absurdo, soma no fim do mês é mais da metade do salário de muita gente. Quem é que vai se preocupar com isso? O governo é que não é, pelo visto", disse o motorista. 

    Com o reajuste realizado pela Petrobras no último dia 18, o preço médio de venda de gasolina nas refinarias passou a ser de R$ 2,48 por litro e do diesel, de R$ 2,58 por litro. A alta chegou a 10,2% para a gasolina e 15% para o diesel. Muitos consumidores e comerciantes ainda temem que os preços sigam com novos reajustes. Em algumas capitais brasileiras como São Paulo, o valor da gasolina já chega a R$ 6.

    Por meio de suas redes sociais, o diretor-geral do Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon-Am), Jalil Fraxe, afirmou ser necessário que se acompanhe essa alta no preço dos combustíveis para que não chegue a valores abusivos.

    "É preciso que se entenda a complexidade do mercado e se atue de forma efetiva. A necessidade de regulação está cada dia mais evidente, a liberdade econômica é importante, mas ela precisa de limite. Em nome dela não podemos permitir abusos com a população", explicou.

    Leia Mais:

    Posto será obrigado a informar composição do preço de combustível

    Ministério Público e TCU pedem fim de interferência na Petrobras

    Privatizações, aumento da gasolina e do gás virão debate na Aleam