Fonte: OpenWeather

    Auxílio emergencial


    Pagamento do auxílio emergencial começará no dia 6 de abril; veja como

    Pagamento começa em 6 de abril e será feito em quatro parcelas; valor será de R$ 250 por família, com valores diferenciados para aquelas comandadas por mulheres que criam filhos sozinhas. Pessoas sozinhas vão receber R$ 150

     

    Na nova rodada do auxílio, apenas uma pessoa por família poderá receber o auxílio
    Na nova rodada do auxílio, apenas uma pessoa por família poderá receber o auxílio | Foto: Divulgação

    BRASÍLIA (DF) - O Ministério da Cidadania anunciou nesta quinta-feira (31), que o pagamento da nova rodada do auxílio emergencial começará na próxima terça-feira (6), primeiro com depósitos nas contas dos beneficiários e depois com um cronograma de saques, como ocorreu no ano passado.  

    A nova rodada será paga a partir de 6 de abril para os trabalhadores que fazem parte do Cadastro Único e para os que se inscreveram por meio do site e do aplicativo do programa. Para os beneficiários do Bolsa Família, os pagamentos começam em 16 de abril.

    Quem pode receber

    Na nova rodada do auxílio, apenas uma pessoa por família poderá receber o auxílio, que tem valores de R$ 150 para famílias de uma só pessoa, R$ 250 para famílias com mais de um integrante e R$ 375 para mães que são as únicas provedoras do lar, pagos em quatro parcelas mensais.

    Pagamentos

    Os pagamentos serão feitos por meio de conta poupança digital da Caixa, que pode ser movimentada pelo Caixa TEM.

    O auxílio beneficia trabalhadores informais, microempreendedores individuais e desempregados (que não estejam recebendo o seguro-desemprego) com renda familiar de até três salários mínimos, ou de até meio salário mínimo por pessoa.

    Os beneficiários do Bolsa Família só receberão o auxílio caso ele seja mais vantajoso do que o valor pago no programa regular. 

    Beneficiados

    O auxílio beneficia trabalhadores informais, microempreendedores individuais e desempregados (que não estejam recebendo o seguro-desemprego) com renda familiar de até três salários mínimos, ou de até meio salário mínimo por pessoa. Os beneficiários do Bolsa Família só receberão o auxílio caso ele seja mais vantajoso do que o valor pago no programa regular.  

    Veja o calendário de pagamentos: 

     

    Calendário de pagamentos
    Calendário de pagamentos | Foto: Divulgação

    Leia mais:

    Decreto regulamenta o pagamento do Auxílio Emergencial 2021

    Eduardo Braga critica valor do auxílio e pede reavaliação do Congresso

    Pagamento do abono salarial de 2020 é adiado para 2022