Fonte: OpenWeather

    Leilão


    Por R$ 420 milhões, empresa francesa compra aeroporto de Manaus

    O grupo francês Vince Airports arrematou o Bloco Norte no leilão InfraWeek, do Ministério da Infraestrutura; além do aeroporto de Manaus, estão incluídos outros dois no Amazonas

     

    Somente no Bloco Norte, segundo o Governo Federal, haverá um investimento de R$ 1,4 bilhão
    Somente no Bloco Norte, segundo o Governo Federal, haverá um investimento de R$ 1,4 bilhão | Foto: Divulgação

    Manaus – Com uma oferta de R$ 420 milhões, o grupo francês Vince Airports arrematou o chamado Bloco Norte no leilão InfraWeek, do Ministério da Infraestrutura. Além do aeroporto de Manaus, incluído no conjunto, a empresa também irá administrar outros dois no Amazonas, de Tabatinga e Tefé, e o restante dos que estão presentes na região Norte: Porto Velho (RO), Rio Branco, Cruzeiro do Sul (AC) e Boa Vista (RR).

    A licitação, realizada na quarta-feira (7), na B3, na capital paulista, transferiu para a iniciativa privada três blocos de aeroportos nas regiões Norte, Sul e Centro-Oeste. No total, foram leiloados 22 terminais em 12 Estados. A sequência de três dias (7, 8 e 9 de abril) de leilões de concessões em infraestrutura, deve render R$ 3,3 bilhões em pagamentos de outorga ao Governo Federal – o mínimo esperado era de R$ 185 milhões.

    Devem, segundo o ministério, ser investidos R$ 2,85 bilhões no bloco Sul, R$ 1,8 bilhão no Central e R$ 1,4 bilhão no Norte, ou seja, aproximadamente R$ 6,1 bilhões em investimentos totais. Os contratos de concessão têm validade de 30 anos.

    De acordo com o Governo Federal, a importância do Bloco nortista se traduz na sua vocação econômica voltada ao turismo ecológico, turismo de negócios, táxi aéreo e transporte de cargas para a exportação. Além disso, a região serve como base de apoio aos municípios vizinhos, contribuindo para a integração regional e nacional.

    Em condições normais de demanda, os três blocos de aeroportos - liderados por Curitiba/PR, Goiânia/GO e Manaus/AM - processam, juntos, cerca de 11% do total do tráfego de passageiros do país, o equivalente a 24 milhões de viajantes por ano (dados de 2019).

    Infra Week

    Além dos leilões dos 22 aeroportos, o Ministério da Infraestrutura também realiza a concessão da Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol), nesta quinta-feira (8), e o arrendamento de cinco terminais portuários na sexta (9).

    No total, os 28 leilões vão injetar mais de R$ 10 bilhões em investimentos no Brasil. Ou seja, em apenas três dias, o MInfra vai assegurar um montante superior ao orçamento discricionário da Pasta para um ano inteiro - em torno de R$ 7 bilhões. Além disso, essas concessões vão gerar mais de 200 mil empregos, de forma direta, indireta e efeito-renda, ao longo dos contratos de arrendamento e concessões.

    Veja mais:

    Amazonas terá três aeroportos concedidos à iniciativa privada

    Aeroportos do Amazonas serão leiloados nesta quarta (7)

    Governo faz semana de leilões e inclui três aeroportos do Amazonas