Fonte: OpenWeather

    Indústria


    Transferência da LG para Manaus pode gerar 300 novos empregos

    A decisão da multinacional sul-coreana foi motivada pelos maiores incentivos fiscais existentes na Zona Franca de Manaus (ZFM)

     

    Para os representantes da indústria, a geração de empregos será benéfica no momento de crise econômica
    Para os representantes da indústria, a geração de empregos será benéfica no momento de crise econômica | Foto: Reprodução

    Manaus - Na última semana, a LG do Brasil optou por transferir sua produção de monitores e notebooks em Taubaté (SP) para a fábrica no Polo Industrial de Manaus (PIM). A decisão foi recebida positivamente pelos representantes da indústria e pelos entusiastas da Zona Franca de Manaus (ZFM), que acreditam que a multinacional sul-coreana irá agregar na valorização do modelo, além de gerar cerca de 300 novos empregos na capital. 

    A empresa já possui uma fábrica no PIM, de produção de linha branca - eletrodomésticos de cozinha - e agora decidiu se reajustar na região, aproveitando os maiores incentivos fiscais presentes no polo amazonense.

    "Em virtude do fim da divisão de celulares, a LG também fará a transferência da produção de notebooks, monitores e all in one para sua unidade em Manaus, de modo que fortaleceremos nossa competitividade comercial em TV/PCs/monitores, com foco na fábrica existente na capital do Amazonas e continuaremos a expandir com profissionais de vendas e serviços relacionados", disse em nota. 

    Impacto positivo 

    Para o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Antônio Silva, a decisão demonstra o quanto o modelo da ZFM ainda é valorizado.

    "Essa mudança só confirma que, mesmo ante todas as adversidades atuais, o nosso modelo de desenvolvimento ainda é atrativo e juridicamente seguro para as indústrias", salienta.

    O economista e conselheiro do Conselho Regional de Economia (Corecon-AM), Assis Mourão Júnior, compartilha da mesma opinião a cerca da valorização do PIM e acrescenta que o momento é oportuno, pois os amazonenses precisam de novos meios de geração de empregos e renda.

    "Fortifica a Zona Franca de Manaus e é de extrema importância, principalmente nesse momento em que estamos passando por inconsistências econômicas ocasionadas pela pandemia, que desencadeou a paralisação das atividades econômicas - na contramão da política neoliberal", ressalta Mourão Júnior.

    Novos empregos

    Enquanto na sede de Taubaté a demissão de mais de 700 funcionários irá ocorrer, no Amazonas, a transferência resultará na geração novos empregos para a população. O economista Wallace Meirelles lamenta a onda de desemprego que será verificada na cidade de Taubaté, mas admite que - no momento de crise - será benéfico para Manaus.

    "É uma pena que isso ocorre nesse momento crítico, pois irá repercutir em Taubaté de maneira negativa. No entanto, essa transferência beneficia nossa cidade e desencadeia um efeito multiplicador na economia, estimulando mais investimentos na ZFM e também na infraestrutura. Além da contratação de mão de obra e a possibilidade de vinda de outras empresas", afirma Meirelles. 

    O presidente da Fieam acredita que a linha de produção que está sendo transferida deverá empregar um número menor do que existia em Taubaté, contudo a quantidade - até 300 novas vagas - continua sendo positiva para o estado.

    "Essa agregação de uma nova linha implica em uma importante diversificação para a empresa e para o próprio modelo. Em Taubaté, essas linhas empregavam cerca de 300 colaboradores, dado o atual momento, esperamos uma geração de empregos um pouco inferior na ZFM. O que não deixa de ser importante para a indústria", considera.

    A LG de Taubaté

    Residente em Taubaté desde 1997, a LG tem pouco mais de mil empregados. Com o fechamento da unidade, permanecerão apenas os funcionários relacionados ao call center da companhia. A multinacional  afirma que as medidas relacionadas aos funcionários que serão desligados estão em negociação -como transferências, pagamentos e realocação no mercado.

    Leia mais: 

    Está desempregado? Prefeitura oferta 38 vagas para esta quarta (14)

    Após queda histórica de 31,0%, vendas no varejo sobem 14,2% no AM

    LG fará transferência de fábrica de Taubaté, em SP, para Manaus