Fonte: OpenWeather

    Agropecuária


    AM busca implantação de Sistemas Agroflorestais no ramal do Pau-Rosa

    O objetivo é incentivar o desenvolvimento sustentável no cultivo de cacau e cupuaçu consorciados com o mogno africano

     

    A produção rural do ramal do Pau-Rosa está concentrada nos cultivos de hortaliças e fruticultura
    A produção rural do ramal do Pau-Rosa está concentrada nos cultivos de hortaliças e fruticultura | Foto: Divulgação

    Manaus - Para fortalecer o cooperativismo na zona rural de Manaus, técnicos do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) visitaram, na última semana, a Cooperativa Mista dos Produtores Rurais do Projeto de Assentamento do Tarumã-Mirim (Copasa), localizada no ramal do Pau-Rosa.

    O objetivo é incentivar o desenvolvimento sustentável, com a implantação de Sistemas Agroflorestais (SAF's) no cultivo de cacau e cupuaçu consorciados com o mogno africano. A atividade será desenvolvida em parceria com o Fundo Nacional da Amazônia (FAMAZONIA). 

    De acordo com a gerente de Apoio à Organização de Produtores do Idam, Joice Magalhães, o Instituto terá o papel fundamental no que se refere ao apoio e assistência técnica à Copasa, com ênfase na gestão cooperativista; e a FAMAZONIA participará do projeto com apoio na aquisição de insumos (sementes, mudas e adubos) para implantação dos Sistemas Agroflorestais.

    "O trabalho organizado entre os entes públicos e as organizações representativas dos produtores facilita o acesso às políticas públicas com maior rapidez. Entre as vantagens do trabalho em cooperativa estão a facilidade no acesso ao crédito rural; e maior participação nos programas de comercialização. A Copasa é exemplo disso, visto que a cooperativa já adquiriu, através do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), um Fundo Nacional da Amazônia para apoiar o escoamento da produção", pontuou Joice.

    Produção local

    Atualmente, a Copasa possui 62 cooperados e, nesta primeira fase, está prevista a participação de aproximadamente 20 famílias rurais.

    A produção rural do ramal do Pau-Rosa está concentrada nos cultivos de hortaliças e fruticultura, onde os principais produtos são a couve, o cheiro-verde, a alface, a banana, o açaí e o cupuaçu. 

    Sistemas Agroflorestais

    Com a proposta de reflorestar e ao mesmo tempo gerar renda para o produtor, os Sistemas Agroflorestais podem ser realizados de forma consorciada, com culturas agrícolas e espécies florestais ou frutíferas em uma mesma área, seguindo os espaçamentos adequados e dinâmica de manejo.

    *Com informações da assessoria

    Veja mais:

    Sepror lança programa “Tambaqui Plus" junto à prefeitura de Figueiredo

    Idam atua na entrega de Cartões do Auxílio Emergencial no Amazonas

    Amazonas apresenta aumento de 25% na emissão de cartões do produtor